23/07/2021

Novo projecto para os 3 prédios abandonados da Fontes Pereira de Melo - Aplauso à CML

Exmo. Senhor Vereador
Eng. Ricardo Veludo


CC. PCML, AML, Arq. Valsassina e media

Serve o presente para transmitirmos à Câmara Municipal de Lisboa, na pessoa de V.Exa., o nosso aplauso fervoroso pelo facto de submeter a discussão da reunião de CML do próximo dia 27 o processo nº EDI/2021/385, relativo a um novo projecto de alterações para o conjunto de edifícios abandonados da Avenida Fontes Pereira de Melo, de que anexamos algumas imagens virtuais.

Com efeito, não sendo o projecto ideal, porque, uma vez mais, estamos perante o esventramento do subsolo para efeitos de estacionamento automóvel, com a consequente impermeabilização do solo e uma maior presença de carros no centro da cidade, onde por sinal existem metropolitano e várias carreiras de de autocarro, trata-se de um projecto que representa uma vitória para a cidade e para todos quantos lutaram para que aquele conjunto singular da Avenida Fontes Pereira de Melo não fosse demolido.

Não podemos deixar de lhe transmitir o nosso aplauso pelo empenho que teve para que se garantisse a salvaguarda e a recuperação dos três edifícios. Estendemos o nosso agradecimento ao arquitecto responsável por este novo projecto, arq. Frederico Valsassina, e ao promotor, pois sem a receptividade deste último nada teria sido possível.

Não nos esquecemos que sobre estes três prédios de Cândido Sotto-Mayor, as últimas referências (a par do Palácio Sotto-Mayor) de um Património em que esta artéria do "eixo central" foi outrora extremamente rica, pendeu o camartelo bem como uma série de projectos inenarráveis, durante mais de duas décadas, desde que foram demolidos os dois prédios vizinhos das respectivas laterais.

Muito obrigado.

Melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho, Nuno Caiado, Miguel de Sepúlveda Velloso, Pedro Fonseca, Virgílio Marques, Paulo Torres, Helena Espvall, Luís Mascarenhas Gaivão, Miguel Atanásio Carvalho, Gustavo da Cunha, Júlio Amorim, Carlos Boavida, João Oliveira Leonardo, José Maria Amador, Beatriz Empis, Maria do Rosário Reiche, Irene Santos, Pedro Henrique Aparício

1 comentário:

Alvaro Pereira disse...

Ora aqui está um exemplo a ser seguido!