05/08/2019

Adeus à buganvília da Estrada da Luz, 54


Chegado por e-mail:

«Bom dia. É a primeira vez que escrevo para 9 vosso blog, que ja acompanho há bastante tempo. É uma situação observada na Estrada da Luz, 54. Desde que me lembre existia ali uma buganvilia lindissima. Este ano ja estava assim florida há uns 2 meses. Qual nao foi o espanto que esta semana ao passar por lá, ja la nao estava. A arvore estava dentro de um terreno que deve ser privado. Tinha um baldio de um lado e um edificio ja bem antigo do outro. Não sei se ha alguma coisa que se poderia fazer... mas fica aqui a minha revolta. Obrigado. Hugo Vieira»

3 comentários:

Anónimo disse...

Pela sua localização geográfica, Lisboa dispões de condições óptimas para o desenvolvimento de espécies vegetais de todos os cantos do Mundo.
Infelizmente, o seu repúdio pelo que de belo a Natureza nos dá, em vez de tornar Lisboa numa das cidades mais belas da Europa, vai, ao contrário, transformando a sua fisionomia, modernamente agravada pela especulação imobiliária , sem a defesa que caberia ao Estado assegurar , e não obstante os diversos galardões internacionais atribuídos que, sinceramente, não entendemos

João Pinto Soares

UmaMaria disse...

E, noutros casos, a poda das árvores é mal feita e estas quase entram dentro das casas das pessoas, como é o caso de uma enorme borracheira no Largo Francisco Smith, em Carnide.
Já pedi à Junta de freguesia que viesse cortar alguns ramos mas nada. E assim, tenho de apanhar com toda a espécie de insectos que habitam na árvore. Eu não quero que a cortem, só quero que retirem os ramos que me estão a entrar pela casa dentro. Aqui não vivem nem o Tarzan nem a Jane!

Anónimo disse...

Se estiveres à espera das freguesias, bem podes esperar deitado...

Conselho: corta-a a tu... que ao menos deixas de ter esses problemas ehehe

Às vezes tem de ser assim à revelia, se não corres o risco de se esperar anos por qualquer coisa das freguesias ou das câmaras.