Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

31/01/2018

150 Anos de Jorge Colaço ... em Loures


Excelentes notícias: o edifício da antiga Tabaqueira está salvo.


Excelentes notícias: o edifício da antiga Tabaqueira está salvo. E vai ser recuperado por Renzo Piano e Grazia Repetto (obrigado pela missiva!!) para mercado!

Estátua de D. Sebastião - Estação do Rossio - Pedido de esclarecimentos


À atenção da Infraestruturas de Portugal (Património)

Exmos. Senhores


Face às várias notícias vindas a público, até agora nunca concretizadas, sobre a recolocação da estátua atribuída a D. Sebastião no nicho da fachada principal da Estação do Rossio, somos a solicitar o melhor esclarecimento de V. Exas. quanto à data efectiva dessa recolocação, e se a mesma utilizará a estátua restaurada ou a réplica existente no Instituto Gama Pinto.

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho e Júlio Amorim

Fotos: Jornal Público e Infraestruturas de Portugal

30/01/2018

Afinal, cadê o D. Sebastião?


(alerta via Pedro Bugarin; fotos: Público e Infraestruturas de Portugal)

Carta Aberta a Sua Alteza o Príncipe Aga Khan


fotografia (site +Lisboa)

Perante o a constatação de um brutal abate de árvores de grande porte no jardim ( classificado ) do Palacete Mendonça e o consequente silêncio das entidades públicas responsáveis, fazemos um apelo ao novo proprietário.


Your Highness Prince Aga Khan,

We are writing you with an urgent plea, taking into consideration the Foundation's legacy in regards to the rehabilitation of gardens and parks as well as the restoration of historic buildings all over the world.

We ask you to, please, stop the knocking down of hundreds of centenary trees, namely Celtis australis, in the gardens of the Foundation's future headquarters, in Lisbon. Along with the construction of a garage and a lake, these acts will certainly compromise the future of other trees in the park, such as the ensemble of dragon trees (Dracaena draco). This park is classified as of "Public Interest", according to Portuguese law, which gives the dimension of the important patrimony the Foundation has in hands.

We also call your attention to the reformation works inside the Palace Mendonça itself. This palace was conceived by one of the most important Portuguese architects of the beginning of the 20th century, Ventura Terra, and it stands for the most accomplished Art Nouveau buildings in Portugal. Any changes to its structure will compromise the coherence of the whole and examples of this architectural style do not abound in our country.

What is happening both in the park and the building does not live up to the standards the Foundation has put in other projects elsewhere and this is the more intriguing when what is at stake are its headquarters that should stand as a showcase of the Foundation's standards.

We kindly ask Your Highness for your intervention in stoping the destruction of Portuguese patrimony.

Thank you for your time and consideration.

Yours sincerely,

Plataforma em Defesa das Árvores
Fórum Cidadania Lx
Comissão de Moradores do Bairro Azul
Vizinhos das Avenidas Novas
Rui Romão (former Gardner of Palace Mendonça)
Associação de Moradores das Avenidas Novas de Lisboa

29/01/2018

Reclamação por obra ilegal na Rua Fialho de Almeida - Bairro Azul Conjunto de Interesse Municipal


Exmo. Senhor Vereador
Arq. Manuel Salgado


C.c. PCML, AML e JF Avenidas Novas

Como é do conhecimento de V. Exa., o Bairro Azul é conjunto classificado de Interesse Municipal (lote 50.02 do PDML) desde 2009, culminando um longo processo de anos de candidatura e análise pelos serviços da CML.

Ainda que desde 2009 a CML tenha vindo a adiar a elaboração e implementação de um caderno de boas práticas, muito menos um Regulamento, como seria sua expectável, de modo a parametrizar com eficácia o cumprimento das regras mínimas para a salvaguarda de um bem classificado pela própria CML como de “Interesse Municipal”;

Serve o presente para denunciar a situação que se verifica no nº 28 da Rua Fialho de Almeida, solicitando a melhor intervenção da CML no sentido de corrigir esta clara violação dos artigos 27º, 28º, 42º e 43º do Regulamento do PDML (ver imagem em anexo).

Na expectativa, apresentamos os nossos melhores cumprimentos


Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho, Nuno Caiado, Júlio Amorim, Luís Serpa, João Leonardo, Conceição Gomes da Silva, Cristina Franco, Teresa Sarmento, Rita Gomes Ferrão, Kátia Catulo

Ainda as caixas de distribuição - Parque Eduardo VII (com antena)


Agradecia que os responsáveis pela colocação e manutenção das caixas de distribuição, mantivessem as árvores fora da sua área de intervenção.

Pinto Soares

26/01/2018

Além de lenhadores são hipócritas...


Enquanto "Aga Khan doa 100 mil euros para recuperação do Pinhal de Leiria" (https://sol.sapo.pt/artigo/590231/aga-khan-doa-100-mil-euros-para-recuperacao-do-pinhal-de-leiria), já começaram a abater árvores com 100 anos no parque (CLASSIFICADO) do Palacete Mendonça:

25/01/2018

Mais palhaçada:


A Alcôa (foto 1, dos Guias Convida), perdão, a "Casa da Sorte" acaba de ser classificada de Interesse Público. Mais grave é a ausência de qualquer referência ao facto do interior da loja, que era de Conceição Silva, ter sido escavacado antes da abertura da classificação (fotos 2 e 3, de Cerâmica Modernista e de Fernando Jorge, 4). Não convém? Pois. Haja pastéis de nata para todos :-)

«Portaria n.º 75/2018 - Diário da República n.º 18/2018, Série II de 2018-01-25 114575246
Cultura - Gabinete do Ministro
Classifica como monumento de interesse público a Antiga Casa da Sorte, incluindo o património artístico integrado, na Rua Ivens, 74 e 76, e na Rua Garrett, 37 e 39, Lisboa, freguesia de Santa Maria Maior, concelho de Lisboa https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/114575246/details/2/maximized?serie=II&parte_filter=31&dreId=114575216"

Acção popular pelo Forte de Santo António da Barra


Informa-se que deu ontem entrada no Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra uma acção popular referente ao Forte de Santo António da Barra, em S. João do Estoril, Cascais.

Esta acção integra-se na estratégia que está a ser posta em prática pelo Fórum do Património 2017 (http://www.forumdopatrimonio.pt/), e é subscrita pelas seguintes associações: APAC (Castelos), APCA (Casas Antigas), ACC (Cascais) e GECoRPA (Grémio do Património).

Sobre a "nova Praça de Espanha" ...


Acho todas as propostas lindinhas e susceptíveis de implementar haja aforro para tanto, mais passarinho menos passarinho, mais charco menos charco, sendo que a 1, a 3 e a última me parecem as mais escorreitas, embora a última tenha uns passadiços decalcados de Sevilha hehehe. O mal, contudo, está nas premissas, ou seja:

1. Nos índices de construção e os parâmetros urbanísticos pré-definidos pela unidade de projecto (na prática serão erguidos muros envidraçados de vários pisos, seja no terreno onde estava a feira do Martim Moniz, seja em todo o “U” exterior, desde a Santos Dumont-Praça de Espanha-Avenida de Berna, que esmagarão o centrão verde e, claro, a pobre da Embaixada de Espanha – perdeu-se aqui uma oportunidade em unir num contínuo verde a FCG à embaixada, por exemplo)

2. Na operação de permutas de terrenos, no mínimo altamente duvidosa, mas quem calou consentiu e agora o pelicano até patrocina o concurso do Parque Urbano, como se fosse um grande agente da cidade!!

3. O estrangulamento rodoviário, que seria o grande desafio a resolver (quiçá com mini-túneis cirúrgicos…) vai continuar e acentuar-se, com o fim do atravessamento automóvel da praça: no final da Av.Gulbenkian, para quem virar para a Av. AAAguiar ou para a Av. Combatentes; no final da Av. Berna, junto à Praça de Espanha; e, bastante pior, a quem vem da Av. Combatentes para ir para a Av. Gulbenkian, que passará a andar aos “s”, no interior da malha urbana.

Ou seja, este concurso (que devia ter sido devia ter sido internacional…) devia abranger os próprios termos de referência da unidade de projecto, a montante. Assim, é mais uma laracha para entreter o pessoal com uns patinhos e umas plantas.

Vão a Madrid ver a circular e talvez aprendam qualquer coisa sobre como se planeia uma cidade, não sei. Mas é apenas o que eu "axo" e por isso vale pouco. :-)

Afinal, a digníssima fundação é apenas uma firma de lenhadores ...



E isto é apenas o princípio. Ok, estamos conversados quanto ao palacete Mendonça. Obrigado, claro, à DGPC e à CML pelo excelente trabalho feito a bem da nação (a foto abaixo é de Abril do ano passado).

24/01/2018

Palacete Mendonça (Imóvel de Interesse Público) – Alerta à 12ª comissão da AR


Exmos. Senhores


No seguimento do e-mail infra, e conforme combinado oportunamente pelo telefone, serve o presente para alertar essa Comissão para a iminência das obras relativas ao edifício e ao jardim do palacete Mendonça, classificados de Interesse Público. Com efeito, estão já montados no local: tapumes, andaimes e grua.

Mais informamos que a situação continua a ser tudo menos transparente, não existindo informação pública sobre os projectos (a executar no palacete e nos jardins) e sem que a DGPC ou o MC, muito menos a CML, pareçam assegurar a integridade do conjunto, uma vez que, segundo tudo leva a crer, se mantém a intenção de escavar o subsolo defronte ao palacete para construção de estacionamento subterrâneo, ao qual será acoplado um tanque, com espelho de água, numa situação inventiva pretensiosa "à la" Taj Mahal e, pior, desvirtuando o jardim biomórfico.

Ter-se-á conseguido (a confirmar) evitar a destruição de parte da fachada do palacete para instalação de dois elevadores externos – a destruição foi inicialmente considerada de "aceitar" porque, imagine-se, seria reversível uma vez que os elementos da fachada seriam guardados em depósito para um dia voltarem a ser reintegrados…

Tal passividade referir-se-á à atribuição (?), a nosso ver bastante estranha, do estatuto de “estado soberano” à comunidade Imamat Ismaili, sendo considerado o palacete a sua “embaixada”.

Junto anexamos os elementos do projecto que pudemos reunir.

Solicitamos a melhor intervenção dessa Comissão no sentido de se garantir a preservação total do edifício e do seu jardim.

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho, Paulo Lopes, Alexandra de Carvalho Antunes, António Araújo, Júlio Amorim, Luís Serpa, Jorge Pinto, Ana Celeste Glória, Luís Mascarenhas Gaivão, Fernando Jorge, Fernando Silva Grade, Fátima Castanheira