24/11/2021

Quinta de Nossa Senhora da Conceição (Campo das Amoreiras) - Pedido de intervenção urgente à CML

Exmo. Sr. Presidente da CML
Eng. Carlos Moedas
Exma. Sra. Vereadora do Urbanismo
Eng. Joana Almeida


CC. AML, JF e media

Vimos pelo presente reportar a V. Exas. a triste e lamentável situação em que se encontram o edifício principal da Quinta de Nossa Senhora da Conceição, localizada em frente ao Jardim Campo das Amoreiras, número 43, freguesia de Santa Clara de Lisboa (antiga Charneca), e a pequena e típica casa rural pré-1755, que lhe é contígua, ambos propriedade da CML e ambos inventariados pelo Plano de Urbanização do Alto do Lumiar (PUAL), em vigor.

Muito sucintamente, informamos que terão sido já roubadas todas as janelas do 1º andar do edifício principal da Quinta, e que este se encontra neste momento com as portadas abertas (ver fotos em anexo). Trata-se de uma situação recente, uma vez que nas imagens GoogleMaps de Agosto passado, as janelas ainda se encontravam no 1º andar. Quanto ao edifício contíguo, verifica-se que a porta de acesso ao seu 1º andar também se encontra desaparecida, supostamente roubada no início do presente ano.

Mesmo considerando que o estado de degradação do edifício principal da Quinta tem décadas, consideramos lamentável que, sendo o mesmo propriedade da CML, esta não intervenha de imediato fechado as suas portadas, de modo a que não se acelere a degradação do imóvel, tornando assim irreversível a sua recuperação, antes justificando a sua demolição, que pode bem ser a verdadeira razão para a indiferença de sucessivos executivos camarários. Acresce que, de acordo com testemunhos no local, o andar térreo do edifício principal ainda se encontra arrendado.

Não compreendemos como é possível que a CML se dê ao trabalho de inventariar, e bem, estes dois edifícios pré-Terramoto (vide pág. 76-80 e 104-108 da proposta de alteração ao PUAL, em anexo) para depois os deixar degradar rumo à ruína.

É, pois, com elevada expectativa que solicitamos a V. Exas. para, no âmbito dos “novos tempos” no Urbanismo, darem início aos procedimentos internos com vista a que a CML, tão breve quanto possível, dê o exemplo e proceda ao levantamento das necessidades de reabilitação de ambos os edifícios e ao agendamento das respectivas obras, colocando posteriormente os dois edifícios ao dispor da população.

A cidade precisa que a CML comece a dar o exemplo!

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho, Nuno Caiado, Miguel de Sepúlveda Velloso, Maria Ramalho, Virgílio Marques, Inês Beleza Barreiros, Pedro Fonseca, Helena Espvall, Rui Martins, Guilherme Pereira, Vítor Vieira, Mafalda Magalhães de Barros, Gustavo da Cunha, Ana Celeste Glória, Sofia Casimiro, Irene Santos, Carlos Boavida, Maria do Rosário Reiche

Fotos de 22 Nov. 2021 de Diogo Rodrigues

1 comentário:

Anónimo disse...

Muito obrigado mesmo por agirem!!