Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

09/01/2018

Caixas de distribuição da EDP, EPAL, PT, etc. - Pedido de enterramento


Exmo. Senhor Presidente
Dr. Fernando Medina


CC. EDP, EPAL, PT, AML, VMS

Constata-se que os anos se vão sucedendo mas não a má-prática continuada da EDP, EPAL, PT, etc. (e a passividade da CML) na colocação das respectivas caixas de distribuição na via pública, nos locais mais incríveis, descaracterizando, desvirtuando, conspurcando e enxovalhando o espaço público da cidade de Lisboa e, não poucas vezes, pondo em perigo os transeuntes e a propriedade alheia, como é patente nos vários acidentes havidos com o escancarar as portinholas das caixas e explosões das mesmas. Acresce que são locais privilegiados para a colocação de publicidade indevida, graffiti, acumulação de lixo, etc. (http://cidadanialx.blogspot.pt/2018/01/a-cidade-das-caixinhas-de-distribuicao.html). E muitas destas caixas há muito que não têm utilização alguma.

São milhares as caixas de distribuição nestas situações.
Em toda a cidade.
São situações que existem impunemente desde há décadas.
E é uma situação que envergonha a cidade, porque há muito que tal não existe na Europa com quem queremos ombrear.

Por isso, propomos à CML que:

1) Accione todos os mecanismos legais ao seu alcance no sentido de que as empresas concessionárias (EDP, EPAL, empresas de Comunicações e outras) enterrem estes equipamentos dentro de um prazo considerado razoável;
2) E que até tal situação seja totalmente corrigida, sejam estas empresas e não os serviços da autarquia (ou empresas contratadas, com custos para o erário público) a realizarem, regulamente, limpezas e remoção de tags, graffiti e publicidade ilegal por forma a darem, também, o seu contributo à qualidade do espaço público, e que procedam à remoção das caixas que há muito não têm utilização.

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Rui Martins, Vítor Vieira, Paulo Dias Figueiredo, Júlio Amorim, Paulo Lopes, António Araújo, Bernardo Ferreira de Carvalho, Luís Mascarenhas Gaivão, Jean Teixeira, Fátima Castanheira, Nuno Franco, Maria de Morais, José Maria Amador, Virgílio Marques, Jorge Lima, Jorge Lopes, Jorge Pinto, Martim Galamba, João Oliveira Leonardo, Beatriz Empis, Carlos Moura-Carvalho, Alexandra Maia Mendonça, Ana Alves de Sousa, Pedro Henrique Aparício, Miguel Atanásio Carvalho, Miguel Jorge, Fernando Silva Grade, Maria do Rosário Reiche, Inês Beleza Barreiros e Fernando Jorge

4 comentários:

Anónimo disse...


Parabéns a mais uma excelente "lembrança" para a multimilionária Câmara Municipal de Lisboa, um Estado dentro do Estado.

Anónimo disse...

Bem... E os cabos de comunicações que continuam a sua inestética conquista da cidade..?

Anónimo disse...

Acho muito bem.
Mas há muito mais.
Porque é que as empresas de telecomunicações colocam os cabos de fibra ou sei lá o quê, por fora dos prédios, colocados com abraçadeiras da treta, ao invés de colocá-los por dentro de calha técnica, pintada da cor do prédio?
E como se isso não bastasse, quando entram nos prédios, vão às caixas de distribuição de sinal e colocam mais cabos em cima daqueles que já existem, ao invés de tirarem os cabos inúteis, que já não servem para nada? Só se for para empilhar emaranhados enormes de cablagem, ao ponto dos próximos que lá vão não perceberem nada daquilo, e colocaram ainda mais cabos, deixando as tampas soltas por já nem sequer as conseguirem fechar!

Anónimo disse...

Porque estes governantes da polis não são castigados?

Já escreveram a Ana Sofia Antunes Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência?

Estas ratoeiras nos passeios têm de ser desactivadas.

Obrigado pelas denúncias.