...

...

19/04/2017

Mais um abate de árvores no Parque Florestal de Monsanto.


Por Artur Lourenço, in Facebook: «Mais um abate de árvores no Parque Florestal de Monsanto.

Por muito que todos os responsáveis políticos digam que Monsanto é sagrado, por muito que repitam que em Monsanto não se toca, por muito que digam que as dentadas em Monsanto são coisa do passado, por muitos certificados que consigam a realidade é sempre a mesma e repetitiva: É preciso um terreno? É em Monsanto. Polos universitários, alargamentos de auto-estradas, festas académicas, interesses privados que delapidam o espaço publico... tudo é pretexto para roubar espaço e sobretudo para abater árvores. É o caso recente do terreno junto ao bairro da Boavista, árvores abatidas para mais um campo de Rugby. Monsanto sempre à disposição dos interesses de quem tem influência sobre o poder politico. Será que isto alguma vez tem fim ? Infelizmente começo a pensar que não e que o crime acaba por compensar quase sempre.»

3 comentários:

Anónimo disse...

"É preciso um terreno? É em Monsanto. Polos universitários, alargamentos de auto-estradas, festas académicas, interesses privados que delapidam o espaço publico... tudo é pretexto para roubar espaço e sobretudo para abater árvores."

..um estabelecimento prisional, bairros, complexos desportivos, restaurantes, clubes de tudo e mais alguma coisa, etc! Todos os anos aparece uma clareira em Monsanto!

Há décadas que o parque florestal tem sido vitima de desflorestação e comido vivo com todo o tipo de infraestruturas e ninguém diz/faz nada!


Anónimo disse...

O Partido Ecologista "Os Verdes", ainda há pouco tempo realizou um debate onde a Assembleia Municipal de Lisboa, reiterou a tolerância zero para toda a alteração no Parque Florestal de Monsanto, incluindo o abate da árvores.

É altura de aquele organismo do poder político passar da teoria à prática.

Pinto Soares

Julio Amorim disse...

Rugby hein....uma prioridade para 99,99 % dos habitantes de Lisboa.