02/08/2010

A Praia do Comércio...


Lisboa já tem praia própria!
Central, com bons acessos, transportes públicos, tipicamente portuguesa na saída de esgoto próxima.

Bem haja o Metropolitano de Lisboa que nos propicia estes prazeres de Verão...

38 comentários:

Anónimo disse...

É a futura praia de nuestros hermanos, quando aí chegarem, aos milhares, de TGV.

Raul Nobre disse...

Em 14 de Julho, a propósito do post "Bairro Alto, Rua Luz Soriano" foram feitos estes comentários:

"Comentário de Xico205
Raul nobre, tens a tua maneira de pensar e eu tenho a minha, mas quem está mal és tu, porque és contra o sistema que tens implantado, enquanto eu estou bem e integrado na cultura da região onde vive.
Enquanto tu te contorces todo e não sabes viver com o que tens, eu sou uma pessoa feliz e adoro viver onde vivo………..

Comentário de Raul Nobre
Meu caro Xico205: Assenta-me a carapuça (até aos pés) de tudo quanto dizes no teu comentário………. Na realidade quem está mal sou eu, pois nunca me consegui integrar neste sistema nem nesta cultura………"

Ao olhar para aquelas fotografias, só consigo dar razão ao Xico205, pois não consigo integrar-me neste sistema e sinto-me infeliz (mas não fico deprimido...)

Anónimo disse...

Pena que não se veja o que fizeram àquela muralha ali à direita: os banquinhos que havia (do lado de «dentro», obviamente), chamados namoradeiras, com o alteamento do piso da Ribeira das Naus, ficaram miseravelmente enterrados ou escaqueirados.

Anónimo disse...

Mas acabando-se o Fado de Lisboa até se vão apanhar robalos ali, e vai haver viveiros de ostras.

Uma marabilha marabilhosa.

teclado espiao disse...

Atualmente já se consegue monitorar computadores a distância com apenas 1 clique. existem vários investigadores particulares que se juntam a programadores e criam softwares de espionagem muito perigosos para quem utiliza computador com internet. Estes aplicativos podem se instalar a distância de forma imperceptível e captar tudo que a pessoa tecla no computador. Desta forma descobre-se todas as senhas de e-mails daquela pessoa espionada. Isto se torna muito perigoso porque este software espiao pode ser acoplado junto com fotos, filmes e arquivos de qualquer natureza, ficando disfarçado e quando a pessoa abre se instala no computador.Um destes sites vende indscriminadamente este serviço no endereço http://www.investigacao-virtual.info

Xico205 disse...

Esta praia já existia pelo menos em 1996, muito antes do metro ir para a Baixa Chiado, T. do paço e Cais Sodre.

Isto só é novidade para quem não conhece Lisboa.

Anónimo disse...

Desta feita o Xico tem toda a razão. Alias, se o banco de areia fosse artificial por culpa do Metropolitano, o rio e a erosão hídrica já lhe tinham "tratado da saúde"...

Xico205 disse...

Já no tempo em que Lisboa e o Tejo eram importantes pontos de pesca, havia praias, e estavam cheias de traneiras, marisqueiros, fragateiros e faluas.

Na primeira metade do sec. XX a principal praia de lazer de Lisboa era Algés.
Para pesca, era toda a linha de Costa desde Beirolas a Algés.

Julio Amorim disse...

"Pena que não se veja o que fizeram àquela muralha ali à direita..."

Escreveu o anónimo e bem !!!!
Porque se isso também é resultado dos "arranjos" do Terreiro....DESARRANJARAM !

Num sitio destes, ou se faz tudo bem, ou se está quietinho.

Raul Nobre disse...

Pensando bem, não há aqui qualquer incongruência. Está tudo certo. Esta "praia" com o esgoto ao lado, destina-se aos cidadãos que deitam o lixo para o chão (e coisas similares). Será que alguns "responsáveis" camarários também a vão utilizar?

Xico205 disse...

O que mais há por Portugal são pessoas a frequentar praias com esgotos. Na maioria das vezes nem sabem que estão por cima do esgoto. E muitas sabem mas tambem nunca ficaram doentes por isso é porque não faz mal.

Basta ir ás praias fluviais dos concelhos do Seixal, Almada, Setubal e do Barreiro para ver que praias como estas estão cheias de gente, e os miudos entram para o esgoto com o consentimento dos pais e descem de escorrega.

Pelo menos quem tem menos recursos tambem se diverte, e ainda bem que assim é.

Filipe Melo Sousa disse...

Não sei que raio de saneamento é que o Costa andou a fazer. Sei que gastou o meu dinheiro a fazer inúmeros cartazes a anunciar que fazia, acontecia, saneava, e que "o prometido é devido, cumprimos o que prometemos, acabaram-se as obras intermináveis". Conclusão: o terreiro do paço está inacabado, desfuncional, e cheira mal como nunca. A única coisa que conseguiram foi gastar 30 milhões de euros e arruinar a fluidez do trânsito.

Raul Nobre disse...

O sr. Xico205 está a brincar ou a falar a sério? É que se está a falar a sério, a sua ignorância (para não lhe chamar outra coisa), é de tal ordem que nem valerá a pena voltar alguma vez a ler aquilo que o sr. "escreve".

Anónimo disse...

Bem, é verdade verdadinha que o Costa inundou a obra do colector até à ETAR de Alcântara com ene mais um cartazes que dizem algo como «O Fado de Lisboa está a mudar».

Não consigo compreender a necessidade daquela quantidade de cartazes, é frequente estarmos num sítio qualquer e vermos dois ou três simultaneamente...

E a obra estará dentro dos prazos?

Ainda hoje de manhã (de 2 de AGOSTO) havia no Cais-do-Sodré filas em pára-arranca de veículos dirigindo-se para a Av. Ribeira das Naus.

As obras naquele local duram, duram, duram, duram, duram, duram...

Anónimo disse...

Correcção: de 3 DE AGOSTO

Jose S. Clara disse...

Parece-me que o colector que foi feito na diagonal no Terreiro do Paço, e que agora sai como na fotografia, será - dentro de alguns meses/anos interceptado e ligado ao colector que andam a fazer do Cais do Sodré a Alcântara.
Mas parece-me que a "praia" vai ficar e se estava lá em 1996, em 2010 está muito maior e o responsável é o aterro por cima do túnel do ML.

Filipe Melo Sousa disse...

parece-me é um cenário de terceiro mundo, apesar de pagarmos impostos de luxo

Xico205 disse...

Raul Nobre disse...
O sr. Xico205 está a brincar ou a falar a sério? É que se está a falar a sério, a sua ignorância (para não lhe chamar outra coisa), é de tal ordem que nem valerá a pena voltar alguma vez a ler aquilo que o sr. "escreve".

5:26 PM



Claro que estou a falar a serio! Se não acredita comprove com os seus proprios olhos.
A maioria dos bares de praia (de fabrico clandestino) não está sequer ligado à rede de esgotos, despeja para a praia que a areia faz o favor de sugar. Quantas e quantas localidades não têm o esgoto a ir dar à praia, que por sua vez é concessionada?

Não faz mesmo ideia da terra onde vive!
Muitos concelhos já têm ETAR,s mas não tratam 100% das águas de esgoto e muitas são ineficientes. Não conheço nenhuma ETAR em Portugal que tenha uma eficiência a rondar os 100%. Aliás, basta as pesssoas despejarem óleos e detergentes em grandes concentrações para o esgoto para matar as bactérias todas que purificam a água nas ETAR,s.

Xico205 disse...

Qualquer área ribeirinha de Portugal despeja o esgoto directamente para o rio/mar. Só o trabalho que dá a fazer tubos de esgoto de quilómetros com valvulas para fazer a água seguir em contracorrente até à ETAR!

Não vai ser nos proximos anos que os esgotos do centro de Lisboa vão deixar de ser despejados directamente no T. do Paço. Para que isso acabe tem que se esburacar toda a Avenida 24 de Julho até Alcântara e a Av. de Ceuta para instalar tubagens de esgoto com motores para a água subir.

Xico205 disse...

Praia no T. do Paço sempre existiu, nas fotos antigas até se vê a praia cheia de barcos.

Desde a minha existência nos anos 80 que existe essa praia.

O esgoto não é deste lado do Cais das Colunas, é do outro.

Anónimo disse...

Amigo 205, vá ver o colector que já vai a "esburacar" a 24 de Julho (mas do lado do rio). E praia no Terreiro do Paço, está enganado. Era, repito, era, o Cais das Colunas....

Anónimo disse...

Amigo 205, vá ver o colector que já vai a "esburacar" a 24 de Julho (mas do lado do rio). E praia no Terreiro do Paço, está enganado. Era, repito, era, o Cais das Colunas....

Xico205 disse...

Quero ver quando a obra chegar à Av. de Ceuta! Vão ter que remar contra a maré, na Ribeira de Alcantara!

Já agora, os esgotos da Penha de França, Santa Engrácia, Graça, S. Vicente e Alfama vão dar aonde?

Ao T. do Paço vão dar os esgotos que vêm da Almirante Reis e Av. da Liberdade, onde se junta os da Baixa.

Anónimo disse...

Por favor... Deixem-me rir.
Vão a qualquer cidade tirar fotos a um rio durante a baixa-mar ainda para mais no verão, e depois digam-me se o cenário não seria igual ou pior...
Estão à espera do quê? Que o fundo de um rio que passa por N regiões metropolitanas seja de ouro?

Jose S. Clara disse...

Não são as regiões metropolitanas que deixam aquela praia bem cheirosa na zona mais nobre da cidade. Temos cais com profundidade decente a montante e a juzante. Porque ée que temos que ter aquela porcaria no Terreiro do Paço?...

Anónimo disse...

Mas qual porcaria? Não é suposto quando um rio recua o solo que estava submerso ficar emerso?
Acontece precisamente o mesmo fenómeno em frente à Torre de Belém, por vezes a pequena praia que existe à frente também fica emersa... Também é uma porcaria?

Anónimo disse...

Na verdade todo aquele local está muito modificado em relação ao que era nos anos 90... Sendo que não está necessariamente pior, lembro-me bem da Praça do Comercio e Cais das Colunas como parques de estacionamento...

De resto, como presumo que saibam, a foto foi tirada ao espaço que era ocupado pelo estaleiro das obras do metro. O problema deste cenário só existe devido a alguns velhos do restelo (os do costume) que nem quiseram ouvir falar na alteração do local do Cais... O dito Cais só tinha ficado a ganhar, ganhava 50 metros de passeio e ficava numa posição mais avançada e abrangente no rio. E claro, agora não tínhamos esta paisagem - no mínimo indesejável. Mas vão-se habituando, é que ali debaixo é a estação de metro, por isso ninguém vai poder chegar e aprofundar.

Anónimo disse...

O Cais das Colunas como parque de stacionamento?

Eh, eh, eh

Jose S. Clara disse...

Também concordo que teria ficado melhor se tivessem aproveitado o aterro do Metro para alargar a Ribeira das Naus. E só não acha que é uma porcaria quem não passa lá perto, ou quem tem critérios de salubridade menos exigentes...

Raul Nobre disse...

Vejam as fotos, colocadas neste blogue, em 23 de Abril de 2009 e em 1 de Janeiro de 2009

Anónimo disse...

Caros bloggers, os esgotos da Penha de França são tratados na ETAR de Chelas. Os de Santa Engrácia, Graça, S. Vicente e Alfama actualmente vão dar ao rio. Todo o sistema está a ser reestruturado de modo a encaminhá-los para a ETAR de Alcântara. A saída de esgoto que se vê actualmente no Terreiro do Paço é apenas a continuação dos colectores que já aí existiam. O esgosto será inteceptado em câmaras existentes por biaxo da praça central e desviado para o colector que vai ao longo do rio, Cais do Sodré, Rua da Cintura do Porto de Lisboa e consequentemente para a ETAR de Alcântara. A forma da saída, que futuramente só descarregará a água da chuva, com a projecção para fora do limite do muro da avenida foi uma ideia/exigência da frenteTejo (que após mudanças internas já não sabem, não percebem, e já não gostam do que foi feito). E como de costume temos mamarracho e futuras obras...

Xico205 disse...

Era o que eu pensava por parecer mais obvio. Obrigado.

Ou seja:

Esgotos dos Olivais, Chelas, Alvalade, Lumiar, Charneca, Ameixoeira, Campo Grande, Areeiro, Olaias, Picheleira, A. S. João, Penha de França e avenidas novas do lado oriental vão para a ETAR de Chelas.

Esgotos de:
Carnide, Telheiras, Laranjeiras, Benfica, Amadora, Campolide, Rego,avenidas novas do lado ocidental, Amoreiras e Campo de Ourique vão para a ETAR de Alcantara.

Esgostos de Marvila, Beato(com excepção à Picheleira), Alfama, Mouraria, Castelo, Graça, Anjos, Arroios, Estefania, Saldanha, Mq Pombal, Avenida da Liberdade, Bº Alto, Bica, Santos, Lapa, Baixa, Campo Santana, Alcântara, Ajuda, Belem, Monsanto e Restelo vão directos para o Rio Tejo sem tratamento.

Xico205 disse...

Aliás, os de Monsant devem ir para fossas cepticas.

Maxwell disse...

Jose S. Clara disse...
'Não são as regiões metropolitanas que deixam aquela praia bem cheirosa na zona mais nobre da cidade. Temos cais com profundidade decente a montante e a juzante. Porque ée que temos que ter aquela porcaria no Terreiro do Paço?...'

Não são por si só mas contribuem. Vai ao Trancão, para lá da A1 em maré-baixa e xeira. Mas o problema não é só da AML, todos sabemos que o Tejo vem poluido já de espanha.


Anónimo (1:55 AM) disse...
'Na verdade todo aquele local está muito modificado em relação ao que era nos anos 90... Sendo que não está necessariamente pior, lembro-me bem da Praça do Comercio e Cais das Colunas como parques de estacionamento...
De resto, como presumo que saibam, a foto foi tirada ao espaço que era ocupado pelo estaleiro das obras do metro. O problema deste cenário só existe devido a alguns velhos do restelo (os do costume) que nem quiseram ouvir falar na alteração do local do Cais... O dito Cais só tinha ficado a ganhar, ganhava 50 metros de passeio e ficava numa posição mais avançada e abrangente no rio. E claro, agora não tínhamos esta paisagem - no mínimo indesejável. Mas vão-se habituando, é que ali debaixo é a estação de metro, por isso ninguém vai poder chegar e aprofundar.'

Em 20anos, ainda bem que alguma coisa mudou, não é? Não teimo mas o estaleiro das obras do metro foi depois da obra substituido pelo estaleiro da empresa responsavel pela obra de desvio de esgotos (SimTejo?). Alias o entulho do metro foi todo levado para a zona perto da CREL onde ouve as derrocadas de solo que cortaram o transito em ambos os sentidos. Os ditos 'velhos do restelo' conhecem algo chamado 'valor histórico' e reconhecem que é necessário preservar a muralha tal como ela está (alias penso que estará classificada pelo IGESPAR) O que não é preciso é o alargamento da Ribeira das Naus para traser mais transito a Lisboa. Por ultimo, a estação do metro acaba mais ou menos a distancia do terminal fluvial. O que ali passa é o tunel que, já agora tem uma profundidade de cerca de 25m, bastante abaixo do nivel do tejo.

Xico205: Praia ali so antes do terramoto. Penso que a zona do Cais do sodré é que ficou em praia até ao fim do sec XIX.

Maxwell disse...

Jose S. Clara disse...
'Não são as regiões metropolitanas que deixam aquela praia bem cheirosa na zona mais nobre da cidade. Temos cais com profundidade decente a montante e a juzante. Porque ée que temos que ter aquela porcaria no Terreiro do Paço?...'

Não são por si só mas contribuem. Vai ao Trancão, para lá da A1 em maré-baixa e xeira. Mas o problema não é só da AML, todos sabemos que o Tejo vem poluido já de espanha.


Anónimo (1:55 AM) disse...
'Na verdade todo aquele local está muito modificado em relação ao que era nos anos 90... Sendo que não está necessariamente pior, lembro-me bem da Praça do Comercio e Cais das Colunas como parques de estacionamento...
De resto, como presumo que saibam, a foto foi tirada ao espaço que era ocupado pelo estaleiro das obras do metro. O problema deste cenário só existe devido a alguns velhos do restelo (os do costume) que nem quiseram ouvir falar na alteração do local do Cais... O dito Cais só tinha ficado a ganhar, ganhava 50 metros de passeio e ficava numa posição mais avançada e abrangente no rio. E claro, agora não tínhamos esta paisagem - no mínimo indesejável. Mas vão-se habituando, é que ali debaixo é a estação de metro, por isso ninguém vai poder chegar e aprofundar.'

Em 20anos, ainda bem que alguma coisa mudou, não é? Não teimo mas o estaleiro das obras do metro foi depois da obra substituido pelo estaleiro da empresa responsavel pela obra de desvio de esgotos (SimTejo?). Alias o entulho do metro foi todo levado para a zona perto da CREL onde ouve as derrocadas de solo que cortaram o transito em ambos os sentidos.

Maxwell disse...

Jose S. Clara disse...
'Não são as regiões metropolitanas que deixam aquela praia bem cheirosa na zona mais nobre da cidade. Temos cais com profundidade decente a montante e a juzante. Porque ée que temos que ter aquela porcaria no Terreiro do Paço?...'

Não são por si só mas contribuem. Vai ao Trancão, para lá da A1 em maré-baixa e xeira. Mas o problema não é só da AML, todos sabemos que o Tejo vem poluido já de espanha.


Anónimo (1:55 AM) disse...
'Na verdade (...)Mas vão-se habituando, é que ali debaixo é a estação de metro, por isso ninguém vai poder chegar e aprofundar.'

Em 20anos, ainda bem que alguma coisa mudou, não é? Não teimo mas o estaleiro das obras do metro foi depois da obra substituido pelo estaleiro da empresa responsavel pela obra de desvio de esgotos (SimTejo?). Alias o entulho do metro foi todo levado para a zona perto da CREL onde ouve as derrocadas de solo que cortaram o transito em ambos os sentidos. Os ditos 'velhos do restelo' conhecem algo chamado 'valor histórico' e reconhecem que é necessário preservar a muralha tal como ela está (alias penso que estará classificada pelo IGESPAR) O que não é preciso é o alargamento da Ribeira das Naus para traser mais transito a Lisboa.
Por ultimo, a estação do metro acaba mais ou menos a distancia do terminal fluvial. O que ali passa é o tunel que, já agora tem uma profundidade de cerca de 25m, bastante abaixo do nivel do tejo.

Xico205: Praia ali so antes do terramoto. Penso que a zona do Cais do sodré é que ficou em praia até ao fim do sec XIX.

Maxwell disse...

Jose S. Clara disse...
'Não são as regiões metropolitanas que deixam aquela praia bem cheirosa na zona mais nobre da cidade. Temos cais com profundidade decente a montante e a juzante. Porque ée que temos que ter aquela porcaria no Terreiro do Paço?...'

Não são por si só mas contribuem. Vai ao Trancão, para lá da A1 em maré-baixa e xeira. Mas o problema não é só da AML, todos sabemos que o Tejo vem poluido já de espanha.

Maxwell disse...

Anónimo (1:55 AM) disse...
'Na verdade (...)Mas vão-se habituando, é que ali debaixo é a estação de metro, por isso ninguém vai poder chegar e aprofundar.'

Em 20anos, ainda bem que alguma coisa mudou, não é? Não teimo mas o estaleiro das obras do metro foi depois da obra substituido pelo estaleiro da empresa responsavel pela obra de desvio de esgotos (SimTejo?). Alias o entulho do metro foi todo levado para a zona perto da CREL onde ouve as derrocadas de solo que cortaram o transito em ambos os sentidos. Os ditos 'velhos do restelo' conhecem algo chamado 'valor histórico' e reconhecem que é necessário preservar a muralha tal como ela está (alias penso que estará classificada pelo IGESPAR) O que não é preciso é o alargamento da Ribeira das Naus para traser mais transito a Lisboa.
Por ultimo, a estação do metro acaba mais ou menos a distancia do terminal fluvial. O que ali passa é o tunel que, já agora tem uma profundidade de cerca de 25m, bastante abaixo do nivel do tejo.

Xico205: Praia ali so antes do terramoto. Penso que a zona do Cais do sodré é que ficou em praia até ao fim do sec XIX.