Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

16/12/2013

No rescaldo das comemorações dos 500 Anos do Bairro Alto


Ajudámos (Fórum Cidadania Lx) no que soubemos e pudemos, mas, desde já, três notas pessoais:

1. As comemorações dos 500 Anos seriam outra coisa, mesmo, se tivessem sido feitas só por CML e instituições oficiais, sem a intervenção entusiasta e obsessiva de 3 nomes fundamentais e individuais: Helena Pinto (Irmandade de São Roque) e Luis Filipe Paisana e João Filipe Guerreiro (AMBA).

2. Gostei particularmente das visitas à Igreja dos Paulistas, à Academia das Ciências, ao Museu Geológico, ao Tribunal Constitucional, ao Supremo Tribunal Administrativo, ao Liceu Passos Manuel e ao GOL, e dos recitais havidos nos Paulistas, de violoncelo, por Marco Pereira, e pelo Coro do Tejo.

3. Obrigado, António Branco Almeida, Virgílio Marques e Nuno Franco Caiado, pela ajuda (grande) na organização dos vários concertos e visitas! E a todos os cicerones que as valorizaram, sempre de forma gratuita!


...

Escusado será dizer que a CML não foi minimamente correcta ao nem sequer responder aos nossos pedidos de visita ao Palácio Marim Olhão (talvez mais importante palácio do Bairro Alto, e que é propriedade da CML). Muita pena não ter sido possível abrir às comemorações o Convento de São Pedro de Alcântara.

3 comentários:

Anónimo disse...


O que é bom, mesmo excelente e meticuloso, deve ser enaltecido, como neste comentário

Foi uma excelente divulgação do património de Lisboa, com muitas surpresas e descobertas, para ser conhecido e salvaguardado.

O grupo que dirigiu deveria ser apoiado para realizar iniciativas semelhantes noutras zonas históricas de Lisboa.

Anónimo disse...

E o Convento dos Inglesinhos? Aquele monumento que ainda preservava certas características históricas e patrimoniais, incluindo aquele jardim magnífico, e que eu ainda tive a oportunidade de conhecer. Não se pode visitar?

Ah pois não...

Até porque já foi todo esventrado(jardim incluindo) e agora é nada mais nada menos que um condomínio fechado!

Porque é que não foi classificado?

Vergonha!

Paulo Ferrero disse...

Caro Anónimo, como sabe, essa pergunta tem 10 anos de ... atraso, infelizmente :-(