...

...

30/09/2016

Jardim Botânico Tropical: remoção ou abate de animais, património arruinado e agora "camuflado" e reiteração de proposta de mudança de gestão

Para os próximos dias, a administração do Jardim Botânico Tropical está a planear remover para parte incerta (ou para abate) toda a população de aves que coabita neste popular Jardim de Belém. Gansos, galinacéos, pavões, patos de várias espécies e cisnes que aqui vivem há várias décadas vão ser "removidos" do Jardim numa "limpeza" que choca, pela sua violência, quem visita o Jardim em visitas familares e que tanto são do agrado dos visitantes estrangeiros que visitam a nossa cidade de Lisboa. É incompreensível que a Universidade de Lisboa - entidade que, mal, vai gerindo o espaço como aliás já alertámos ainda em data muito recente tome esta decisão, explicando-se a mesma, apenas, pelo desconhecimento e pela distância entre a gestão deste jardim e o vivência quotidiana deste histórico jardim lisboeta (século XVIII). As aves do Jardim Botânico enriquecem o jardim e a experiência de quem o visita. Abatê-las ou removê-las para local incerto não é um imperativo técnico ou científico, mas uma decisão administrativa e burocrática sem lógica comercial ou humanista e que beira a crueldade gratuita.

Observámos também que o edifício da década de 1940 da antiga "Rádio Imperial" em ruínas e com janelas de vidro partido foi tapado nos últimos dias com lonas pintadas perpetuando assim a sua situação de ruína e mascarando-a (como se fez com a estufa novecentista) da visão dos visitantes mas sem resolver a situação que assim é, agora, camuflada.

Tendo em conta aintensificação do ritmos das visitas ao Jardim que terá multiplicado exponencialmente os rendimentos de bilheteira até valores da ordem das várias dezenas de milhar de euros por mês é indesculpável que a Universidade de Lisboa não só não mantenha de forma adequada o património do Jardim, como acumule lucros através sua gestão como, agora, decide remover ou abater todas as aves que aqui vivem há décadas e camuflar a situação de ruína a que deixou chegar o seu património.

Recordemos o apelo feito recentemente por este grupo cívico Fórum Cidadania LX para que a tutela deste jardim seja transferida da Universidade de Lisboa para a Presidência da República, entidade fronteira ao Jardim e que saberia, certamente, administrá-lo com mais sabedoria, respeito pelo património e humanidade.















39 comentários:

jes disse...

Isto é mesmo assim? De onde vem esta informação?

Susana Neves disse...

É inadmissível e cruel.

Anónimo disse...

É constrangedor verificar a pobreza cultural das entidades com responsabilidade neste País. Não existe uma cultura da Natureza.
Mais uma vez a sociedade civil tem que se unir na defesa da Vida, pois é esse bem essencial que está em causa.
Para que serve o Partido em defesa dos animais recentemente criado ? Será que não toma uma posição em relação a este assunto ? E também o PEV ( Os Verdes),não têm uma palavra a Dizer ?

João Pinto Soares

Teresa Necho disse...

Cada vez tenho mais VERGONHO e REPULSA pelo país em que vivo.
Atitude cruel. desumana e insensível...
Vamos criar uma petição?

Marta Mendes disse...

isto é muito muito grave. Pode dizer-me a fonte desta informação?

Graça Pissarra disse...

A Universidade de Lisboa recebeu a responsabilidade deste espaço ainda muito recentemente (31 de julho de 2015), após a integração da ex-IICT na ULisboa (Decreto-Lei n.º 141/2015, de 31 de julho). O estado de degradação em que se encontra deriva de anos de desinteresse e asuência de qualquer manutenção por parte do IICT, que era responsável pela sua gestão. Mesmo com os cortes orçamentais que as Universidades têm sofrido, a Universidade de Lisboa já fez mais pelo espaço do que em anos o IICT fez. É injusto fazerem-se esta acusações desinformadas, sem se proporem sugestões de intervenção nos espaços degradados, pois o dinheiro não cai do céu. A verdade é que, para além da sua missão central - investigação e ensino - a Universidade de Lisboa tem procurado gerir os seus escassos recursos para também valorizar o património cultural que integra. E só um pormenor: sabem quantos jardineiros tem aquele espaço para 17 hectares? 3 jardineiros. Em vez de criticar disponibilizemo-nos a ajudar para melhorar.

Anónimo disse...

Cara Graça Pissarra

Acho que o principal motivo de justa apreensão é o destino dos animais. Tem alguma informação acerca disso para deixar-se de se fazer acusações desinformadas?

Helena Carvalho disse...

Inadmissível...matam tudo!!! Matem-se também, assim o Mundo fica mais limpo!!!!

Graça Pissarra disse...

ue não e que fiquei surpreendida com esta informação, pq. a informação que tinha é que a ULisboa ia procurar restabelecer o patrimônio do JBT, dada a importância histórica que tem. Vou procurar saber, mas mesmo que se retirem os animais para se fazerem obras, não me parece que a opção seja matá-los, pois temos animais deste tipo em várias outros sítios pertencentes à ULisboa. Por exemplo, bem perto daí no Jardim Botânico e na Tapada da Ajuda. Mas estou certa de que se perguntarem à Reitoria, receberão uma rápida resposta.

margarida disse...

Salvem os animais

Juan Perez disse...

NÓS CIDADÃOS, AGUARDAMOS A VOSSA RESPOSTA CONCRETA SOBRE O DESTINO QUE VÃO DAR AOS ANIMAIS !!

Anónimo disse...

Boa noite
então é assim, o que a universidade de lisboa tem de lucro mensalmente só com o jardim da perfeitamente para ter mais jardineiros qualificados para o trabalho, o que se passa ou aliás o que não se sabe é para onde vão esses dinheiros, a degradação acontece pois a gestão que neste momento tá dada ao director do museu de história natural , que nem do espaço que lhe está confiado sabe tratar quanto mais deste jardim. Chama se má gestão meus amigos aliás muito já gestão, não se pode querer arrumar uma "casa" outrora de outros quando a nossa não está arrumada , quanto aos animais esse senhor está se completamente nas tintas aliás para eles e para tudo. IMCOMPETENCIA. Quanto à Senhora Graça Pissarra e com todo o respeito não fale do que desconhece .

Anónimo disse...

eu sei do que vou falar. passam-se muitas mais coisas neste jardim que desconhecem.os animais ,principalmente os patos eram todos para sair .alguém acredita que seriam para decoração? posteriormente recuaram devido as reclamações e pressões.acontece que vive dentro do jardim um individuo que faz o que bem lhe apetece desde sempre e isto com o conhecimento dos superiores sem que haja processo disciplinar algum .Este .individuo soube do que pretendiam fazer aos animais ,com uns amiguinhos de longa data e pela calada da noite começou a roubar uma quantidade enorme de patos .continuando assim com os seus vis negocios .Estes animais vao para abate evidentemente,animais estes que interagiam com os visitantes e os fotografavam com prazer sem contar com as crianças que os adoravam.Alguns destes animais viviam neste jardim fazia muitos anos ...triste acabarem assim.Façam alguma coisa.Para muitos è tarde.Quanto ganhou este individuo com eles? individuo sem escrúpulos sempre foi assim.

Anónimo disse...

Sim existe um individuo que vive dentro do jardim que faz negócios com os animais e os superiores sabem disto e nada fazem. desta vez foi uma quantidade enorme de animais que roubou animais estes que vao para abate e dinheiro no bolso e isto depois de ele estar ao corrente do que se passava .Grande descaramento.O que lhe aconteceu?Nada de nada. 8-10-2016

Anónimo disse...

No passado dia 1-10-2016 fui ao jardim botânico tropical e reparei numa diminuição enorme de animais.O que lhes aconteceu? A verdade surge sempre .disseram-me um pouco a medo que tinha sido a pessoa que vive dentro do jardim sem o consentimento dos superiores que com alguns comparsas os roubou para negocio .Valeu a pena todo este falatório? muitos já devem ter morrido. Aos outros vai-lhes acontecer o mesmo isto mete nojo como nojo mete este tipo.

Anónimo disse...

ANONIMO:Os animais começaram a ser retirados do jardim não pelos que o gerem ,mas sim por quem la vive dentro, ou seja ,roubados por este individuo para negocio próprio uma quantidade enorme deles. Estes animais vao para abate com certeza não para decoração.Estes animais nasceram aqui e aqui viviam bem ,as pessoas gostavam tal como as crianças e aqui mereciam morrer não com uma faca ao pescoço.este individuo enche bem os bolsos sempre assim foi.Este individuo sempre pensou que este jardim era o palácio dele e sempre teve a mania que este jardim era dele e so para ele .Ramo que nasce torto ,torto há-de morrer.Ele sera sempre o ramo.Triste.

Anónimo disse...

Que se faça alguma coisa por estes animais (e igualmente pelo jardim em si)pelos que restam já que pelos outros que foram roubados e foram bastantes ,pela pessoa que vive dentro deste jardim ,já será tarde.Estes animais não vão para o paraiso (para todos os efeitos este jardim era o paraiso deles),vão para um inferno:a morte. anonimo 8-10-2016

Anónimo disse...

Depois de grande pressão por parte dos utentes deste jardim ,recuaram digamos assim.Acontece, que a pessoa que vive dentro do jardim e que tem casa igualmente dentro do mesmo ,aproveitou-se e toca a roubar uma quantidade enorme de patos sem que á posteriori nada lhe acontecesse.Esta pessoa com certeza lucrou em dinheiro com eles e muito menos foram viver para um hotel de cinco estrelas.A morte é certa para estas criaturas tao dadas ás pessoas(visitantes).O que fazer? 8-10-2016

Anónimo disse...

Sendo verdade a actuação deste indivíduo em relação aos animais presentes no Jardim Colonial, o que espera a Universidade de Lisboa para proceder judicialmente contra ele e simultâneamente expulsá-lo do jardim ?

Pinto Soares

Anónimo disse...

Anonimo.....sim é a verdade verdadeira e só a verdade.

Anónimo disse...

desloquei-me mais o meu marido ao jardim botânico tropical e ficamos desapontados por tamanha degradação:lagos que não são lagos,sem vedações no que respeita a segurança,estufas completamente degradadas,ou seja ,poluição visual da mais refinada.Penso que o que mais me satisfez foram os animais que interagiam com os visitantes.Quando íamos A SAIR PELA PORTARIA OUVIMOS UMAS PESSOAS A FALAREM SOBRE O REITOR(FACULDADE DE DIREITO)QUE DETESTA AVES E QUE MANDARIA A ESTE JARDIM CHINESES.ENTENDE-SE PORQUÊ.OS GOSTOS DESTE SENHOR FICAM EM CASA ,ELE TERÁ QUE IR AO ENCONTRO DOS VISITANTES.O QUE ENTENDE ESTE SENHOR DE JARDINS? E PORQUÊ UMA FACULDADE DE DIREITO A GERIR? O MESMO? PERGUNTEI AO MEU MARIDO QUEM ALIMENTARIA OS ANIMAIS? SE É QUE HAVIA COMIDA SUFICIENTE TODOS OS DIAS PARA LHES DAR NO QUE EU JÁ LI NOS ANTERIORES COMENTARIOS OS PATOS PRINCIPALMENTE OS PATOS,NA SUA MAIORIA ERAM PARA SAIR E IAM SIM PARA ABATE,MAIS CEDO OU MAIS TARDE.TRISTE.LI TAMBEM QUE VIVE DENTRO DESTE JARDIM UM INDIVIDUO QUE À LONGOS ANOS ROUBA ANIMAIS SEM QUE ALGUMA VEZ LHE TIVESSE ACONTECIDO ALGUMA COISA.SEÁ QUE DENTRO DESTE JARDIM EXISTIRÃO MAIS COMO ELE?QUEM CALA CONCENTE? REVOLTANTE.ENQUANTO ESTE JARDIM ASSIM ESTIVER EU E MEU MARIDO NÃO VOLTAREMOS AQUI. ANÓNIMOS VISITANTES.

Anónimo disse...

Já que muitos estão a opinar , cá vai. Este senhor que vive dentro deste jardim é conhecido por muitas pessoas que vivem na zona do mesmo ,incluindo eu.Todos conhecessem este personagem bem demais que frequenta a tasca da Rosa (penso que se chama assim)que fica em frente ao portão que da acesso à casa dele.já cheguei a ouvir conversas deste tipo:Então quando é que nos trazes uns patinhos? Agora não que isto está apertado.Mas não são só patos que ele rouba,tambem pavões sim pavões,pequenos ou grandes.Alguem tem duvidas? Perguntem ,todos irao responder que sim ,tirando aqueles que ficam com eles.Se alguém lhe perguntar ,ele ira negar tudo ,evidentemente.Os criminosos ,também negam todos os seus crimes,são todos uns inocentinhos.Esta pessoa é mais santa ,que Madre Teresa de CALCUTÁ.Um anjinho.Esta pessoa que vive e tem casa dentro deste jardim (?????????) desde à longos anos sempre praticou estes vis actos.Ninhadas inteiras de patinhos eram apanhadas e atiradas sem dó nem piedade para dentro de caixas de cartão ficando as mães e as crias em desespero,que até metia dó.Para quê tapar o sol com a peneira? Pagar favores,ganhar dinheiro com eles etc e tal.Quanto custa um pavão?Uma vez fui visitar o jardim e vi-o a meter dentro do carro uma caixa enorme com patos nascidos à pouco tempo.Viu-se que ficou atrapalhado.Mas ,parou de praticar isto? Naõ,antes pelo contrario.Sempre impune,sempre na manobra,sempre na mentira.Será assim até ao fim da vida dele.TENHO DITO.

Anónimo disse...

Já que o livro está aberto ,vamos abri-lo um pouco mais:O Palácio DA Presidencia, paredes meias com o jardim Botanico Tropical,tambem tinha patos ,muitos,e resolveu soltalos para o lado de cá.Todos esses patos desapareceram como que esfumados no éter .Estes patos nunca se misturaram com os que já habitavam neste jardim.Mantiveram-se sempre à parte.Quem foi? Os visitantes?O homem invisível?Quem É que se movimenta bem em terreno hostil? Quem conhece bem estes terrenos e habituado está a percorrelos.Esta pessoa não tem emenda,esta-se-lhe no sangue.Dessa vez também não lhe aconteceu absolutamente nada,e de quem de direito deste jardim,silencio profundo.Agradecia que se mantivessem atentos, porque as coisas não ficarão por aqui.Quando tudo acalmar ele voltará á carga.Será que a culpa morre sempre solteira neste país?

Anónimo disse...

Estamos todos a dar a nossa opinião,a nossa revolta,no entanto,o cerne á volta desta questão os patos e todos os outros animais deste jardim,ficam ou vão?Como é que está o andamento?Estarão á espera que caia tudo no esquecimento como é normal neste país e começarão a remover os animais?Problema,Reacção,Solução? Causa e Efeito? Quém está atento a tudo isto? E,ao individuo que vive dentro deste jardim,já lhe aconteceu alguma coisa? Penso que não,e ,penso que nada lhe irá acontecer. É sempre assim.

Anónimo disse...

Este Domingo,dia 16-10-2016,fui ao jardim Botânico Tropical,e deparei-me com um evento sobre guloseimas e ranchos folclóricos .Tudo bem.Continuam a desaparecer patos ,daqueles que costumam estar no lago logo à entrada .Eu sei que sim ,até porque eu costumo lá ir muitas vezes e sento-me num dos bancos a dar-lhes comida.Fui lá este domingo só para confirmar,porque no sábado também lá tinha ido com a minha neta e já faltavam 4.era um grupo de patos que vinham sempre ter comigo,incluindo um que deveria ser o pato mais velho do grupo ,os outros eram mais novos.Percorri o jardim todo com um saco de pão,os patos aproximavam-se e eu ía-lhes dando de comer,e aqueles que realmente faltavam não apareceram.Hoje segunda feira vou lá outra vez só para confirmar,no entanto,penso que lhes aconteceu qualquer coisa.Na sexta feira por volta das 18 horas estavam todos.Terá sido depois do jardim fechar.Aliás,disseram-me que os patos e pavões são roubados sempre aos fins de semana.Sociopata o individuo que vive dentro deste jardim,toda a gente o conhece.Esta pessoa é um manipulador de mentes,consegue enganar até o maior enganador,incluindo as pessoas que actualmente gerem este jardim.Tenho dito

Rosa Machado disse...

Acredito piamente. Infelizmente conheci de perto um caso assim, que pelo que sei se mantém no seu posto e ninguém faz nada.

Anónimo disse...

Sim,faltam 4 patos,deixei de os vêr,incluindo o mais velho ou seja, os animais continuam a desaparecer aos poucos.Este troglodita continua a aproveitar-se igualmente de eventos no jardim para atirar as culpas a terceiros.Agindo deste modo ,vai continuar a roubar sorrateiramente sem que ninguém o trave e vai continuar a negar vezes sem conta.Quém é que vai ter coragem de o parar de vez?

Anónimo disse...

Eu vivo na calçada do Galvão mesmo em frente ao jardim e, um dia vi através do gradeamento este personagem a pontapear uma pata muda.Ainda protestei ,mas de nada valeu.Vim a saber mais tarde que esta pata muda morreu devido às lesões internas e uma pata partida.Deixou 5 crias.Toda a gente conhece aqui esta pessoas aos anos e,aos anos que rouba.

Anónimo disse...

Este jardim tem potencial e muito.Penso que as pessoas que gerem este jardim são pessoas capazes.Não deixem morrer este jardim e não deixem que aconteça algo de mal aos animais que as pessoas gostam deles.Retirem a erva daninha deste jardim que ,esta sim ,tem sido o calcanhar de AQUILES do mesmo durante muitos anos.

Anónimo disse...

Eu já trabalhei neste jardim faz muito tempo.Conheci esta pessoa assim tal e qual a descrevem e muito mais.Esta pessoa trocava animais por milho que já á muito tempo não sabem o que é.Ele roubava os animais fossem eles patos ou pavões e assim tinha milho para os animais crescerem e o ciclo repetia-se.Também plantas. Igualmente oferecia animais aos amigos .Quanto lucrou ele com pavões? Quantas ninhadas ele desfez? Sei,quando lá trabalhei,que a antiga directora tinha inteira confiança nele,era boa pessoa ,mas ingenua demais. Os animais aqui serviam apenas para decoração,principalmente os patos,já que os pavões,direi,eram mais protegidos,uma espécie de apartheide.Esta pessoa consegue manipular de tal maneira,que as chefias nele acreditavam.Ninguem,penso eu é mau cem por cento incluindo esta pessoa ,no entanto ,tanta coisa ele fez de mal ao longo de tantos anos.

Anónimo disse...

Diz que as pessoas que gerem este jardim são pessoas capazes?Claro que são pessoas capazes,mas capazes só para elas e seus tachos chorudos.Elas estão-se nas tintas para o jardim e para os animais. É só fachada...acreditem.O que fizeram eles igualmente para com os animais deste jardim?Nada de nada e nem uma pequena verba estipulada para comprar comida para eles.Estas pessoas só pensam no seu umbigo e nos seus bolsos e continuam a vêr a vida através de um vidro escuro.O bode expiatório deste jardim sempre foram os animais,acreditem.Mas,num todo,tambem têm potencial para o jardim visitantes e criançada.Estes é que não querem isto vêr.Depois existe a pessoa que vive dentro deste jardim (porque continua a viver?)meio caminho andado para praticar as porcarias dele sem que nunca lhe tenha acontecido algo,precisamente porque sempre se estiveram nas tintas para com os animais.Pobre coitado,nunca deixará um legado que se tenha aproveitado para alguém o continuar.

Anónimo disse...

Só um aparte:Quando a mentira vira doença.Existem pessoas que criam mentiras que têm a intenção deliberada de enganar outras pessoas a fim de obter vantagens sejam elas quais forem.O mais provável é que essas pessoas tenham algum de desvio de caracter, porém ainda existe a possibilidade de que elas também sofram de algum tipo de doença.Mitomania ou Pseudolalia.Para o mentiroso comum a mentira é uma ferramenta para se chegar a um obectivo . Já para Miômano ela é uma espécie de consolo contra uma realidade negativa ou hostil.O Mitômano acredita nas próprias mentiras´claro que no fundo o Mitômano sabe que o que ele está a falar é inverdade,porém este embuste é necessário para que ele mantenha a sua organização interna,ou seja,a mentira ajuda-o a não enlouquecer.Um mentiroso compulsivo comumente também desenvolve outras compulsões:comida,sexo,alcool etc.Ele utiliza estes mecanismos com a finalidade de fugir da realidade.Encaixa isto na pessoa que vive dentro deste jardim?Claro que sim.

Anónimo disse...

As pessoas que gerem este jardim disseram que os patos ficam.No entanto,digo-vos que os patos estão a diminuir a olhos vistos.Cada vez são menos.Agora andam a aparar a relva,tudo bem.porque é que não o começaram a fazer antes?Custava assim tanto?fazem-no agora só por causa das pressões?Ou é só para inglês vêr?A água dos lagos estagnada e a água do lago principal logo á entrada um nojo.Sabiam que a água do lago principal é vertida á mangueirada?A renovação da água deste lago como deveria sêr feita nunca aconteceu, é á mangueirada.A maioria das vezes esta água está estagnada e os animais (peixes e patos)morrem ás dezenas.Bactérias e afins proliferam neste lago,sendo igualmente prejudicial para as pessoas.Nunca ninguém fez nada sobre isto.Macau,este local já teve lagos com carpas lindas.Agora é uma vergonha,tudo seco.Umas semanas atrás,morreram todas as carpas de um dos lagos.Triste espectáculo de se vêr.Um Austriaco que vive em Portugal disse um dia:Portugal É um país lindíssimo,mas os portugueses ,não generalizando,tinham um grande defeito:destruiam tudo o que tinham de melhor.

Anónimo disse...

Sim, é isso...Portugal dos pequeninos.De norte a sul do país quem quiser vêr é só ruinas de edifícios lindíssimos,tudo ao abandono.Que não deixemos este jardim chegar mais longe na degradação em que se encontra,quando se acha numa zona de grande afluência turística tanto portuguesa como estrangeira.No nosso hino diz algo:ChegaContra os canhões marchar ,marchar.Ora,os canhões aqui para mim,representam todos aqueles que manobram e, não querem que isto vá em frente,porque se sentem bem assim,não querendo saber dos vindouros para nada.Chega,basta de tanta hipocrisia mentecapta de quem tem as rédeas deste bonito jardim que tem potencial para muito mais. Quém é que tem coragem de ter um restaurante e servir comida imprópria aos clientes e mesmo assim pedirem dinheiro? Neste jardim,passa-se precisamente o mesmo.Depois temos neste jardim o chefe de orquestra...entendem? aquele que sempre tocou o mesmo instrumento,sem que alguma vez alguém tivesse tido a coragem de lhe partir as cordas.

Anónimo disse...

Agradecia á pessoa de quem de direito deste blog, que fosse ela própria ao jardim verificar a diminuição abismal de animais(patos e pavões).Faltam muitos patos.Como é possível mesmo depois deste falatório todo os patos e alguns pavões terem diminuído a olhos vistos?Só os cobardes com más intenções agem pela calada da noite, aproveitando-se de eventos dentro do jardim para lhes atirarem as culpas para cima e é meio caminho andado para continuar a praticar os seus vís actos.Arranjará sempre uma desculpa.Eu não consigo entender porque é que o jardim tem uma pessoa que vive lá dentro e ainda por cima a pessoa que é .O jardim não precisa de ninguém a viver lá dentro actualmente e bastava só um segurança a abrir e a fechar este jardim.Eu também trabalho e não tenho casa lá dentro e muito menos lá vivo.Porque não acabam com isto? Os roubos,as mentiras , as manobras e os vícios desta pessoa acabariam neste jardim. antigo funcionário

Anónimo disse...

Posso entender que se deixem comentários anónimos, em situações de impossibilidade de identificação, o que mesmo assim, aqui, me parece duvidoso...
Agora que se façam acusações graves, a coberto desse anonimato, visando e acusando pessoas que, seguramente, nem acesso têm a este blogue, só demonstra baixeza de carácter de quem as não assina, nem se identifica com um nome verdadeiro. É fácil falar e levantar suspeitas de ter sido "A" ou "B" a fazer algo difuso, nomeadamente ter feito "desaparecer" aves; mas em 17 Ha. de terreno alguém consegue contar os animais sem que estejam circunscritos a um perímetro pequeno ? as aves estão amarradas a um local, ou deambulam por todo o parque ? afirmar que decrescem sem qualquer fundamento fáctico concreto é falar por falar, é a costumeira crítica do "bota-a-baixo" sem assumir responsabilidade.
Se alguém tem provas que denuncie e apresente essa prova perante as autoridades competentes, e não venha a este forum, a coberto de cobarde anonimato, fazer relatos que não passam disso, de triste demonstração dessa cobardia !

É ridicula a afirmação de que o jardim não precisa de guarda, pois o que deveria era ter mais guardas, e um sistema de video-vigilância que permitisse monitorizar os arruamentos e o museu. Devia ter uma contagem de aves, e um veterinário que ali fosse regularmente. E uma rede nos portões de entrada seria muito útil, para que determinadas pessoas não se abeirassem de noite, do portão principal, e não atraíssem as aves com comida, para as retirarem pelos intervalos das grades do portão !
Ou será que só as pessoas que vivem perto é que sabem dessa triste realidade ? e os que se "assinam" como "antigos funcionários" desconhecem esse facto ? ou essa "assinatura" é mais uma técnica de cobarde difamação !
Assumam-se e assinem o que escrevem !
Apelo, por fim, a que "o autor do blogue" deixe de "aprovar" mensagens anónimas, de conteúdo acusatório, a menos que aprove e se reveja nesta forma de escrita ...

José Teixeira

Anónimo disse...

Realmente se tudo isto é verdade ao qual eu não acredito mostrem-se vão para frente e não se acobardem e mostrem provas

Anónimo disse...

Não sejam cobardes criticam o funcionário ao qual não se pôde defender acho que o que fazem é o mais fácil, se realmente todas estas acusações sejam verdadeiras mostrem provas mostrem a cara.

Anónimo disse...

Muitas das coisas que se dizem aqui são verdade e são do conhecimento de superiores.Certa vez falou-se em se colocarem camaras de vigilância no jardim,precisamente porque já desapareciam animais nessa altura.No entanto a reacçao da pessoa em causa foi contraria á colocaçaçao das mesmas.Porquê?Fala de um veterinário,concordo plenamente consigo.E uma rede nos porto~es,o que concordo plenamente.No entanto, os animais desaparecem não pelo portão principal,dá muito nas vistas, é uma zona aberta,e os animais quando vão dormir afastam-se desta zona e os pavões quando recolhem estão no campo muito afastados daqui.Se são indivíduos externos que invadem este espaço,eles agem com um grande á vontade,até porque a quantidade de animais que desapareceram são bastantes e não foram desviados através das grades do portão principalSe alguém tem casa e família a viver dentro do jardim não temem pela sua segurança por indivíduos invadirem este espaço?Também existe o edifício da secretaria que deve ter valores dentro.No entanto os alvos são sempre os animais.Porque é que a pessoa em causa ,e sempre que existem desvios de animais,nunca alertou as autoridades competentes?Não é essa pessoa também guarda deste jardim?Não será igualmente da sua responsabilidade dar aos seus superiores conhecimento de tais ocorrências?No entanto nunca o fêz.Não é uma cobarde difamação,acreditem.As ultimas pessoas também assinaram Anónimo.No entanto eu não lhes chamo cobardes,já que estão no seu pleno direito,em fazê-lo,e respeito-os por isso.Esta pessoa não é má pessoa,acreditem.No entanto muitas das coisas escritas são verdade.O numero de animais diminuiu bastante e não foram como digo desviados através do portão principal.As coisas passaram-se muito mais em ângulos mortos por assim dizer.Um bom dia a todos, e continuarei anónimo como os últimos anónimos que criticam os que assinam anonimo.Dizém para mostrarem provas,mas que provas? as provas,essas desapareceram na forma de patos e pavões e na sua diminuição .Eu sou apologista de que não se condene esta pessoa,mas que a chamem á atenção para que isto não volte a acontecer.