22/06/2017

Jardim do Miradouro do Torel: abandono


I.e., relvados sem manutenção, lagos sem água, canteiros sem plantas ou flores, portão e gradeamentos cheios de ferrugem. Enfim, é preciso que este Jardim Histórico volte para a tutela da CML!!

Fotos de Fernando Jorge

6 comentários:

Anónimo disse...

Não há problema, porque agora com os 23 milhões de euros gastos em bicicletas é que vai ser.
Agora sim vamos ter uma cidade.
Bicicletas para pedalarmos e pagarmos 23 milhões por elas é que é bom.
Viva o regabofe na CML.

LuisY disse...

Realmente é uma vergonha e o Torel é dos sítios mais espantosos de Lisboa. Não se conhece bem esta cidade sem percorrer o Torel e admirar as vistas no Jardim.

Tenho a ideia que a instabilidade institucional que se vive em Portugal não ajuda nada. Os serviços e os locais passam a vida a mudar de tutela. O que era do Ministério da Cultura vai para as Câmaras, o que era dos municípios vai para as juntas ou para empresas privadas e ao fim de três ou quatro anos muda tudo novamente. Tem havido uma fúria reformista nesta terra esquecida por Deus absolutamente prejudicial à boa administração da coisa pública.

Um abraço

Anónimo disse...

Mas isto nao foi tudo reabilitado ainda há menos de 10 anos....?

JA

Anónimo disse...

Muitas vezes me sento naqueles bancos já descarnados de relva e abanar, a olhar Lisboa, nunca sabendo quando caem...

Anónimo disse...


Incrível !!

Anónimo disse...

O Sr . Presidente da Junta de Santo Antônio , só tem tempo para organizar a " praia" no tanque do Jardim , o resto passa-lhe ao lado. O mesmo se passou com os canteiros da Av da Liberdade da responsabilidade desta mesma Junta. Em suma há juntas que não têm capacidade para cuidarem dos seus espaços verdes. A minha dúvida é se a CML transfere as verbas para esse efeito, e se sim para onde vai o dinheiro.