...

...

03/11/2015

Oh, tanta cultura! Foi fácil calar o S.O.S. Cinema Europa, bah!


In Público (2.11.2015)
Por Cláudia Carvalho Silva

«O novo edifício de habitação no Cinema Europa vai dar tecto à cultura

A proposta de construção de um espaço cultural com biblioteca no Cinema Europa foi financiada por Orçamento Participativo. O espaço é inaugurado em 2016. [...]»

2 comentários:

Carlos Moura disse...

Não é a solução que eu desejaria. Nem sequer a que preconizava. Tudo o que era o Cinema Europa não existe mais, mas essa inexistência deu-se logo com a sua demolição... O que fazer? deixar que o espaço fosse parar a mais umas lojas de luxo? para mais num edifício cujo mau gosto atira para o que de pior se faz neste país?
Para mim que conhecia o Cinema Europa desde que me lembro como gente, que aí vi filmes, que aí corri nos intervalos entre as cadeiras da plateia, que conheci o impressionante salão do bar, de que nadinha resta, a presença na assinatura do Protocolo de Competências com a Junta de Campo de Ourique (ao meu tempo Santo Condestável - de boa memória, diga-se de passagem) foi um acto de profundo sofrimento. mas ainda assim, que pelo menos sobre a devastação nasça alguma coisa útil e ao serviço da população do que algumas inutilidades que servem apenas a umas poucas feiras de vaidades.
Não gosto do que lá está, penso que empobreceu a cidade e o bairro, mas para pior já basta assim.

Anónimo disse...

Ou seja, dos males o pior.
É assim que este país se quer desenvolver? Escolhendo sempre o menos mau dos males? É isso o que pretendemos para a nossa vida?!