Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

20/11/2018

Petição Pública - Em defesa do Miradouro da Senhora do Monte - JÁ SÓ FALTAM 316 assinaturas para ir à AR - Por favor assine e divulgue!


ASSINE E DIVULGUE, S.F.F., É URGENTE!


Para: Presidente da Assembleia da República, Presidente e Deputados da Assembleia Municipal de Lisboa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Directora-Geral do Património Cultural.


O Miradouro da Senhora do Monte corre perigo!

Está a ser projetada a construção de um bloco de apartamentos, com 6 pisos e cobertura, no topo da Calçada do Monte, ao lado do número 41.

Como é possível autorizarem esta construção numa zona de risco sísmico, associada a deslizamentos de terras?

Como é possível desrespeitar um Património de Interesse Público, assim classificado desde 1933?

Se este projecto avançar, ficará dentro da Zona Especial de Proteção do Miradouro e da Ermida da Senhora do Monte e erguer-se-á como uma muralha que impedirá a vista a partir da capela.

Se este projeto não for parado a tempo, irá obstruir a vista do rio Tejo do lado esquerdo do Castelo e da Igreja e Convento da Graça.

O Miradouro da Senhora do Monte, local de recolhimento religioso e devoção a Nossa Senhora, com uma procissão anual em Julho, é também visitado por largos milhares de portugueses e estrangeiros ao longo do ano.

Tornou-se ponto de interesse turístico, acima de tudo por ser um local privilegiado para diariamente se vir admirar o pôr-do-sol, e no fim de ano, o fogo de artifício.

Se este projeto for avante, um património paisagístico e cultural, que é de TODOS, será completamente desfeito!


Não deixemos isto acontecer!

Juntemo-nos pela defesa de um património paisagístico em risco, local de eleição da nossa freguesia de São Vicente e da cidade de Lisboa!

Esta petição será entregue a:

* Presidente da Assembleia da República;
* Presidente e Deputados da Assembleia Municipal de Lisboa;
* Presidente da Câmara Municipal de Lisboa;
* Directora-Geral do Património Cultural;
* Outras entidades interessadas neste assunto.

Contamos convosco para apoiar a nossa causa!!

Lisboa, 13 de Setembro de 2018.

15 comentários:

Anónimo disse...

Gostaria de saber se a petição está on line?

Anónimo disse...


Muito Bem !
Excelente adesão, todas as pessoas com quem falei estão indignadas !
Medina e Salgado, sem perdão.

Anónimo disse...

Mas estará tudo doido?! Agora até já querem construir prédios em frente aos miradouros?

Anónimo disse...

E que tal uma peticao contra os tags e grafittis que metem nojo pela cidade toda?

Anónimo disse...

"Medina e Salgado, sem perdão.", entretanto foi o próprio autarca que veio desmentir a construção do prédio.

Manuel Vieira disse...

E que tal uma peticao contra os tags e graffitis que metem nojo por toda a cidade?

Manuel Marques disse...

É urgente criar uma equipa de limpeza só para isto. Lisboa está incrivelmente suja e os graffities fazem parte dessa sujidade

Anónimo disse...


Mais de 2000 assinaturas em poucos dias derrotaram Medina e Salgado e o atentado à cultura que se preparava no Miradouro da Senhora do Monte.
Os moradores estão de Parabéns!!

Anónimo disse...

Enquanto não houver multas pesadas para os porcos que sujam as paredes e transportes lisboetas isto não acabará.

Anónimo disse...

E o miradouro da tapada das necessidades? bye bye maria amélia

Anónimo disse...

O próprio presidente da câmara já veio dizer que não vai avançar. Insistem?

Anónimo disse...

O facto é que a CML homologou favorávelmente este Pedido de Informação Prévia e preparava-se para autorizar o licenciamento. É este facto que deveria exigir uma reflexão mais aprofundada acerca das qualidades técnicas, e não só, dos serviços do urbanismo. Trata-se de uma clara e objetiva violação do PDM, num local estratégico da cidade de Lisboa. É um caso que não deve, nem pode, ficar sem consequências. Pois a sua correção, caso seja para levar avante, não será viável, sem elevados custos para o erário público. Há um custo que já está à vista de todos nós, que é o descrédito na competência do urbanismo da CML e de todos os dirigentes que participaram nesta decisão, que representa uma clarissima violação do PDM.

Anónimo disse...

É impressão minha ou a construção do mastodonte da CUF, em Alcântara, para além de ser mais alto do que a média das cérceas dos edifícios vizinhos, viola o PDM ao impedir a vista do Palácio das Necessidades a partir do Tejo (e da zona ribeirinha de Almada)?!

Paulo Ferrero disse...

Não é impressão sua, não, é a dura realidade. A CML e a AML aprovaram um monstro que tapa as vistas das Necessidades (miradouro/fonte incluído) para o rio e avenida da Índia, e destes para as Necessidades. Chama-se a isto "Urbanismo de fino quilate", o vereador gosta e aprova, é o que interessa :-)

Anónimo disse...

O conjunto das Necessidades (miradouro, palácio, convento e tapada) está destinado ao esquecimento dos portugueses....