Conferência-26 de Abril-9:30-Anfiteatro Ventura Terra (MAC)-Entrada Livre

Conferência-26 de Abril-9:30-Anfiteatro Ventura Terra (MAC)-Entrada Livre

15/04/2009

Póvoa de Santa Iria



Na sequência de uma mega urbanização que a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira pretende fazer na cidade de Póvoa de Santa Iria (a 10 minutos da zona oriental de Lisboa), deixo aqui um apelo dos habitantes da Póvoa de Santa Iria.

ABAIXO ASSINADO CONTRA MEGA URBANIZAÇÃO NA ZONA RIBEIRINHA

Considerando que:
a) A Póvoa de Santa Iria é segunda freguesia mais habitada do concelho de Vila Franca de Xira;
b) É a freguesia com a maior densidade demográfica de todo o concelho;
c) É, das freguesia ribeirinhas do concelho, a que apresenta menor área disponível junto ao Rio Tejo;
d) O Rio é um bem colectivo que deve poder ser usufruído por toda a população de forma equilibrada e sustentável, em respeito pelo meio ambiente e pelo recurso fundamental à vida humana que é a água;
e) A gigantesca urbanização que se quer construir entre a linha férrea e o Rio, cria uma parede que corta todo o horizonte visual a quem vive em muitas zonas da cidade;
f) Os edifícios para aí previstos terão seis pisos, que valerão como sete, porque o terreno tem vindo a ser artificialmente elevado com deposição de terras;
g) Este alteamento do solo, mais não visa do que salvar a futura urbanização do risco de inundação, colocando, no entanto, em máximo risco toda a zona envolvente que ficará desnivelada como a linha férrea e as ruas Afonso de Albuquerque, Isidoro Costa e Telhal, além do novo Bairro dos Avieiros;
h) A construção desta urbanização agravará brutalmente os problemas de acessibilidade, o tráfego automóvel em zona já de si saturada, a poluição atmosférica e a qualidade do ar;
i) Piorará a drenagem das águas pluviais e aumentará os problemas dos esgotos urbanos, agravando a poluição do Rio e as frequentes inundações da zona envolvente.

Os abaixo-assinados, habitantes da Póvoa de Santa Iria:
1) Manifestam a sua discordância com a edificação dessa urbanização;
2) Recusam ficar emparedados, perdendo a paisagem natural constituída pelo Rio e pelo Mouchão;
3) Reclamam a rápida anulação de quaisquer processos, trabalhos ou projectos que estejam a decorrer;
4) Exigem a recuperação de toda a zona ribeirinha, por forma a dotar a mesma de zonas de lazer
integradas, para usufruto de toda a população, que tenham como temática “O Rio”;
5) Reiteram a absoluta necessidade de preservar o recurso natural água de qualquer tipo de massificação urbanística.

Por favor, assine e divulgue:
http://www.vfx.pcp.pt/images/pdf/2009/povoa/abaixo-assinado_povoa_st_iria_abril.pdf

15 comentários:

Anónimo disse...

Duvido que o Ministério do Ambiente autorize.

Em vez de petições, enviem requerimentos ao Ministério do Ambiente.

Anónimo disse...

Em vez de petições da treta, entrem com uma acção poular num tribunal administrativo e chamem o ministério do ambiente á baila.

muito gostam uns e outros de mandar umas bocas na rua, ao invés de fazer o que dá resultado.

pois, é mais fácil não se responsabilizar ou por as mãos á obra e, perante outros, foram uns heróis...

tst tst

se querem mesmo acabar com isso...acção poular por violação de normas comunitárias e nacionais ambientais.

Anónimo disse...

tudo isso já tá a ser feito.

Acresce que em Assembleia, os cidadãos eleitores da Póvoa de Santa Iria chumbaram este projecto...porém, esta semana começaram, surpreendente, obras!

Anónimo disse...

providência cautelar de suspensão. a acção popular pode começar com providência ou esta ser enxertada na acção popular.

Anónimo disse...

Burros...p ultimo feche a porta e apaga a luz...um país onde o m2 de construção vale mais que a paisagem...não percebem mesmo nada.
Cambada de loucos!?

Xico205 disse...

à muito que há uma expressão que diz que Lisboa é só m2 de construção e o resto do territorio é paisagem.

Maxwell disse...

Hah, então finalmente vão demulir aquele edificio lindíssimo entre a estação de caminhos-de-ferro e o rio que está totalmente degradado e que por alguma razão serve de estacionamento durante o dia?? Estava a ver que tardava demulirem o meu edifício preferido em toda a zona suburbana de Lisboa.
Já agora, uma duvida minha. A Póvoa não faz parte da região de Lisboa e, portanto pertencente a um qualquer conselho da zona de Lisboa? É que segundo o mapa do metro, ainda faz parte da capital, sendo o limite da região de Lisboa na verdelha (pequena zona(??) mesmo antes da entrada em Alverca)

Xico205 disse...

O mapa do metro tem bem assinaladas as fronteiras de Lisboa. A partir da Portela, Moscavide e Prior Velho já não é Lisboa. A Grande Lisboa nessa zona vai até à Azambuja.

Xico205 disse...

Aqui está o mapa do metro com cores diferentes parhttp://www.metrolisboa.pt/Default.aspx?tabid=138a assinalar a cidade de Lisboa:


É engraçado ser o PCP a fazer o abaixo assinado, mas foi o mesmo enquanto esteve na presidencia da CMVFX, (precisamente com a mesma presidente que ainda lá está embora a representar o PS na actualidade), e nas várias juntas do concelho que permitiu a suburbanização do concelho em particular nas freguesias da Póvoa de Santa Iria, Vialonga, Forte da Casa, Alverca, Alhandra e Vila Franca de Xira!!!

Anónimo disse...

alias, portela. moscacide e sacavém são do concelho de loures. nãO É LISBOA

Anónimo disse...

Lisboa hoje em dia já não é aquele pequenino terreno circular...se os habitantes da grande lisboa deixassem de ir a Lisboa, esta ficaria uma cidade deserta...

Anónimo disse...

estava a falar de limites administrativos.

em termos urbanísticos, demográficos e de georgrafia humana, lisboa vai de setúbal à azambuja, do montijo a sintra.

administrativamente, a portela, moscavide e sacavém não são cidade de lisboa.

José Seabra disse...

Ó Xico
Então é assim que você participa num blog? Mentindo?
Então a Maria da Luz Rozinha alguma vez foi da CDU ou do PCP? Você sabe o que escreve? Antes de MLR e do PS e de todas as desgraças imobiliárias que aconteceram em VFde Xira (Urb.Malva Rosa- ex-mague,3ª e 4ª fase do Forte da Casa, o viaduto sem saída, a UD4 ou nova vila franca em VF xira,3ª fase da Póvoa de Stª Iria, etc.)o, o Presidente da Câmara era o Engº (do IST) Daniel dos Reis Branco e antes dele foi o já falecido António José Verissimo. Estes sim do PCP.
MLR e o PS estão na Câmara desde 1997, se tem boa memória veja o que se construiu daí para cá.
Atirar as culpas aos poutros do mal que foi feito não é bonito.

Maxwell disse...

Gostaria de salientar, para quem não leu atentamente o meu komentario acima que eu referi 'Região de Lisboa' e não 'Cidade de Lisboa'. Apesar de similares enquanto composição de palavras são radicalmente diferentes quando interpretadas. Naturalmente a 'cidade de lisboa' é referida no mapa do metro como Coroa L contudo, eu referia-me ao outro pequeno mapa de configuração redonda que mostra toda a 'Região de Lisboa' e cuja foto não encontro na net (tirarei eu então foto ao dito mapa e postarei em breve aqui o link para o mesmo).

Já agora, ao abrir acidentalmente o abaixo-assinado, dei conta na imagem apresentada que o dito edificio tristemente perdido em ruinas continua lá e a hurbanização esta projectada para ser construida mesmo no quarterão do lado. Continuará de pé então o 'meu' edifício ate que os ventos do tempo acabem irremediavelmente com ele.

Maxwell disse...

Como prometido, aqui estão as fotos das zonas de Lisboa a que me referia:


Foto 1
,
Foto 2
,
Foto 3
,
Foto 4
.