AVISO

AVISO

16/04/2009

PSP acusa António Costa e MAI de hipotecar a segurança

Os comandantes da PSP acusam António Costa e Rui Pereira de estarem a "enganar" os lisboetas e de estarem a "hipotecar a segurança". Em causa está a anunciada transferência de 150 elementos desta força de segurança para Polícia Municipal, no âmbito das negociações que estão a decorrer entre o Ministério da Administração Interna (MAI) e a Câmara Municipal de Lisboa (CML) a propósito do Contrato Local de Segurança para a cidade.
"Os lisboetas não vão ter mais segurança com estes 150 homens, vão é ter mais multas de estacionamento, porque é isso que eles vão fazer e para encher os cofres da Câmara", sublinha o porta-voz dos comandantes, presidente do Sindicato Nacional dos Oficiais da Polícia (SNOP). Jorge Resende, que é o comandante da divisão de Loures, assinala que "se foram identificados problemas de segurança em Lisboa, é a PSP que deve ser reforçada e não a PM".
As polícias municipais de Lisboa e do Porto são as únicas do País que estão ao abrigo de um regime de excepção que lhes permite preencher os seus quadros com pessoal da PSP. "É urgente que isso acabe e que formem o próprio pessoal", nota. "Como se constatou em 2008, há divisões no Comando de Lisboa, como o de Sintra, com óbvia carência de recursos humanos. E agora vamos mandar 150 para autuar em vez de combater os verdadeiros criminosos?"
Os comandantes lembram que o processo do Contrato Local de Segurança partiu de críticas que o presidente fez à estratégia da PSP e do MAI sobre Lisboa. "Não queremos acreditar que se esteja a hipotecar a segurança das pessoas para resolver os problemas financeiros da autarquia", frisa.
De acordo com a proposta do MAI, no que diz respeito directamente à segurança, o Contrato Local apenas vai abranger uma área da cidade. Contactado pelo DN, o gabinete do ministro recusou-se a comentar a proposta.
Jorge Resende disse ao DN que vai pedir uma reunião ao ministro Rui Pereira e ao director nacional da PSP, o qual, no seu entender, "não deve permitir que a medida se concretize". "Parece que o 'crime compensa', diz. "Agora sempre que um presidente da Câmara quiser mais homens ao seu dispor basta criticar a PSP", referiu.


in Diário de Notícias

8 comentários:

Anónimo disse...

se os 150 elementos forem mesmo passar multas a mudança é bem vinda. o combate à criminalidade começa pelo combate à impunidade e se há um bom exemplo de impunidade na cidade é o estacionamento selvagem...

Anónimo disse...

o problema do estacionamento é grave mas c0mpara-lo com a criminalidade... Este é um assunto sério.

Anónimo disse...

Epá, desculpem lá. Eu tenho seguido este blog e estava a construír opiniões.
Pessoalmente, não tenho nenhuma adoração pelo Santana Lopes, mas é este o candidato que a esquerda quer apoiar?
Costumo dizer que podem brincar às economias, às obras, a todas as coisas, mas há duas coisas que não devem brincar: com a saúde e com a segurança das pessoas!
A pergunta que eu deixo aqui hoje é simples: vão os portugueses e os lisboetas exigir a "substituição" do ministro e do presidente da câmara ou vão mais uma vez assistir à demissão de duas pessoas que disseram a verdade? Só porque a verdade é má para o PS? Só porque a verdade é da responsabilidade do PS? Só porque a verdade é má para as pessoas e sobretudo para os lisboetas?
Epá a sério, eu não tenho jeito para escrever nem costumo muito enviar comentários, mas isto tira-me do sério. Os socialistas andam a brincar com isto e quem paga é sempre aqui o zé! CHEGA DISTO!
A sério: CHEGA.

Xico205 disse...

Inacreditavel!!! Socialistas nunca mais nem Sociais democratas!

O resultado das eleições vai ser engraçado! Os do centro em queda livre e os extremos em forte crescimento, mas pelo menos sempre se equilibra a balança partidária finalmente!

Anónimo disse...

Mais polícias para multar: óptimo.
A criminalidade verdadeiramente grave não se combate com mais polícia. Combate-se com coragem para elimnar a corrupção na própria polícia. Basta ver o que se passa com o gangue "Aperta o Papo" em Lisboa, cujo cabecilha foi da judiciária e dos GOE e é tratado como um senhor cada vez que é preso. Assassinatos, tráfico de droga e de pessoas. É só escolher. Para isto é que as pessoas deviam abrir os olhos.

Xico205 disse...

As pessoas têm os olhos abertos. Basta ver os comentarios dos leitores do correio da manhã. Os politicos é que não.

Fern disse...

E' preferivel ter 150 policias a multar automoveis mal estacionados que 150 policias sentados na esquadra a ver tv ou a preencher papeis...
Conto pelos dedos de uma mao as vezes que ate hoje tive o prazer de me cruzar com um agente da psp na rua, e por rua entenda-se passeio.

Anónimo disse...

Deve morar num descampado!