Conferência-26 de Abril-9:30-Anfiteatro Ventura Terra (MAC)-Entrada Livre

Conferência-26 de Abril-9:30-Anfiteatro Ventura Terra (MAC)-Entrada Livre

22/12/2009

Orçamento Participativo 2010

Caro(a) cidadã(o)


A Câmara Municipal de Lisboa (CML) foi alertada por cidadãos participantes na 1ª fase do Orçamento Participativo (OP) para a existência de propostas apresentadas nesta fase que não surgiram na lista de projectos colocados à votação.

Analisadas as situações identificadas, foi detectada uma avaliação inadequada por parte dos serviços da CML relativamente a algumas propostas apresentadas, que teriam condições para virem a ser transformadas em projectos e colocadas à votação.

Face a esta situação e porque entende que o orçamento participativo é um processo emblemático de participação dos cidadãos na vida da cidade que deve ser credível e transparente, a CML decidiu, no dia 18 de Dezembro, anular a 2ª fase do OP.

O objectivo é colocar novamente à votação dos cidadãos de Lisboa a lista de todas as propostas apresentadas que cumpram os critérios previamente definidos.

Apresentamos as nossas desculpas pelo sucedido e convidamo-los, desde já, a participar na votação de projectos que decorrerá no período entre 30/12/2009 a 15/01/2010.

Com os melhores cumprimentos,
A Equipa do Orçamento Participativo





P.S. Pela parte que nos toca, desculpas aceites. Siga em frente.

4 comentários:

Filipe Melo Sousa disse...

Orçamento participativo, seria quem propõe contribuir financeiramente. É muito fácil pedir algo para a porta de casa e "os outros que paguem por mim". Esta iniciativa é um puro exercício de demagogia, e apenas incentiva a feira das misérias. Havia um programa parecido na SIC, chamado "princesas" ou algo do género. A menina que contava a história de vida mais triste levava uma prenda para casa.

Anónimo disse...

A iniciativa é boa.
É preocupante este acontecimento. Até aqui há esquemas!
Em boa hora foi anulada a 2ª fase.
Pode ser que a minha proposta (para a cidade) afinal seja aceite.
Luís Alexandre

Anónimo disse...

Só um detalhe... As "trapalhadas" nunca têm culpados políticos... São sempre os serviços...
E outro detalhe: quem assinou os anteriores emails a anunciar o OP? A senhora vereadora! Quem assina este da "trapalhada"? Os serviços...
Na política também fica bem um pouco de ética!

Anónimo disse...

Bem observado Anónimo das 3:02PM.
Normalmente quem lixa tudo são os políticos e não os serviços.
Luís Alexandre