...

...

19/04/2017

Assim vai a calçada portuguesa pelo Mundo!


«Desengane-se quem pensar que ela só está presente em Portugal continental e insular e nos restantes países lusófonos, basta ver a legenda das fotografias para perceber que está em muitos mais lugares que os apresentados nesta mapa que, já por si, é surpreendente.

No Brasil é classificada como património artístico pelo Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e o Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro dedicou mais de um mês em 2015 à calçada portuguesa que teve a colaboração estreita do Museu da Cidade de Lisboa com a cedência e muito material histórico.

Desde 1500 que foram construídas calçadas portuguesas no Brasil, na Guiné, em S. Tomé e Príncipe, em Angola, em Cabo Verde, em Timor, em Moçambique, em Macau e Goa e, depois, noutro local qualquer onde um português anónimo quis perpetuar as suas origens.

A famosa luz de Lisboa, em grande parte é devida à calçada portuguesa que reflecte a luz, como a neve ou qualquer superfície branca polida - tão simples como isto! [...]»

3 comentários:

Anónimo disse...

Quando deixar de haver por cá (já faltou mais), sempre podemos fazer uma visita à Guiné...

Anónimo disse...

Fraquito.
Ignora a calçada do largo de São Paulo que é a mais antiga calçada original de Lisboa. Inventa calçadas onde não existem (desde 1500!). Assume que as calçadas do séc. XVI eram de cubos de calcário quando a arqueologia nos diz que eram de basalto. Apresenta como portuguesa a calçada de calcário branco quando na verdade é comum por toda a Europa.

Julio Amorim disse...

"Apresenta como portuguesa a calçada de calcário branco quando na verdade é comum por toda a Europa."

Fiquei curioso....tem exemplos ?