Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

18/07/2018

Muito bem, muito bem, CML!


~ In Diário de Notícias (18.7.2018), por Carlos Ferro

«Lisboa vai proibir copos de plástico a partir de 2020


Verde, azul e amarelo. São estas as três cores de Lisboa para 2020. Para ser um exemplo, a capital tem de juntar a boa utilização da água, da reciclagem e da energia solar.

Os copos de plástico vão ser banidos de Lisboa até 2020. Este é um dos objetivos traçados pela Câmara Municipal de Lisboa para o ano em que a cidade será a Capital Verde Europeia. E, para o concretizar, a autarquia já contactou os comerciantes e as marcas de bebidas.

Esta é uma das iniciativas de Lisboa para marcar os 12 meses que os responsáveis pela autarquia querem transformar num exemplo para os países do sul da Europa, mostrando como é possível alterar hábitos e transformar a cidade numa urbe sustentável em que os autocarros vão ser movidos a energia solar, os grandes parques vão ter bacias de retenção de água (o que ajuda a controlar as cheias) e os jardins e as ruas serão, respetivamente, regados e lavadas com água reutilizada.»

6 comentários:

João Ribeiro disse...

Vamos a isso, devia era ser uma iniciativa a nível nacional.

Anónimo disse...

Se não cumprirem a 50 % estas intenções nas próximas eleições não merecerão governar a Capital.

Anónimo disse...

Acho óptimo! Quero saber como é que o pessoal dos copos fará se não houver copos de plástico e é proibido os de vidro na rua. Adivinha-se problema...

Anónimo disse...

E porquê esperar por 2020?
Esta é uma medida que não tem grande impacto financeiro e podia ser tomada de forma muito mais célere, isto é, ainda este ano ou o mais tardar no próximo.

Anónimo disse...


Em total de acordo com o anón. das 10.56.
Deve ser uma medida urgente, um mês ou dois!!

LuisY disse...

Pronto, acabar com os copos de plástico é politicamente correcto e muito bonito, mas eu confesso que sonhava ler uma notícia em que a CML e o Metropolitano anunciavam criar mais vinte e cinco novas estações de metro até 2025 ou 2030. Só quando houver uma larga rede de metro nesta cidade é que a poluição poderá acabar e o ambiente poderá ser suportável. Até lá fazem-se floreados e damos as mãos e cantamos hinos ao ambiente.