Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

03/07/2018

Tribunal suspende projecto de Souto de Moura na Praça das Flores


In Público (3.7.2018)
Por João Pedro Pincha

«Juízes entendem que a demolição necessária ao surgimento do projecto não foi suficientemente justificada e que, naquele local, se deve privilegiar a reabilitação de prédios existentes. [...]»

16 comentários:

Julio Amorim disse...

Boa noticia....talvez sirva de reflexão para alguns que bem necessitam !?

João Ribeiro disse...

Uma vez que o edifício já foi praticamente todo demolido, qual o próximo passo? Reconstrução conforme o original?

Anónimo disse...


Não nos digam que com tão enormes "avanços tecnológicos" não conseguem reconstruir conforme o original.

Uma boa notícia, parabéns ao Fórum.
Vale a pena!!

CIDADANIA LX disse...

Obrigado. Mas o Fórum Cidadania Lx apenas foi parceiro estratégico neste processo. De parabéns estão a Associação Portuguesa de Casas Antigas, a Associação Portuguesa de Património para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património e o GECORPA, Grémio de Património, mas também, e de que maneira, o Fórum do Património'17, o ICOMOS Portugal e os moradores que desencadearam tudo. E, claro, todos os que defendem a cidade. :-)

Anónimo disse...

Muitos Parabéns a quem defendeu esta causa. Quem dirige o serviço de urbanísmo há muito tempo, que se devia ter retirado. Haja quem defenda a cidade e o interesse público. A DGPC, entidade obsoleta, fica também muito mal nesta fotografia, pondo em causa as suas próprias competências. Esperava-se muito mais, de um arquiteto premiado.
Aguardemos pelas consequências. Que se apurem os responsáveis e que sofram asconsequências dos seus atos de irresponsabilidade. A oposição da CML,deve exigir que se tirem ilações.

Pedro Silva Lopes disse...

independentemente da razão que vos assiste!
reconstruir o velho com novo apenas o torna mais falso...lamento mas nem todo o passado é bom e nem toda a memória é de preservar. É lamentável que seja criado um precedente deste nível...com DGPC, CML mais essa coisa de poder absoluto chamada estrutura consultiva… a que propósito é poder judicial a pronunciar-se sobre questões urbanísticas!

Anónimo disse...

Aleluia!!!

João Ribeiro disse...

Não o torna "mais falso" torna-o inserido no meio envolvente. Sim realmente abriram-se precedentes... em fazer cumprir a lei.

Anónimo disse...

Sim ninguém está livre de cumprir a legislação.

Anónimo disse...

Finalmente estão a acontecer coisas boas no urbanismo da cidade de Lisboa.

Anónimo disse...

A verdade é que ninguém está acima da lei.

Julio Amorim disse...

Diria que estão a acontecer boas coisas na relação dos lisboetas com o seu património edificado. Poucos se recordarão....mas os comentários aqui publicados sobre o assunto, seriam bem diferentes há uns 10-12 anos. Só para isso, este blogue tem tido uma contribuição de relevo. Da minha parte; sinceros agradecimentos a todos aqueles que nunca desistem de remar contra as marés.

Anónimo disse...

Que vontade de apagar a nossa memória.

Anónimo disse...


Vale a pena defender o Património!

Anónimo disse...

A impunidade, para quem lesa o património tem que acabar!

Anónimo disse...

O Urbanismo da cidade de Lisboa, tem estado em muito más mãos, e isso é uma evidência. Principalmente quando os protagonistas são certos arquitetos.