...

...

27/10/2015

Ainda é poucochinho ... «Bares e lojas de conveniência de Lisboa vão fechar mais cedo»


In Público (27.10.2015)

«A única excepção vão ser os estabelecimentos na “zona ribeirinha”

A Câmara de Lisboa quer generalizar a toda a cidade, com excepção da “zona ribeirinha”, o horário de funcionamento dos bares em vigor no Bairro Alto, Cais do Sodré, Bica e Santos, locais onde estes estabelecimentos estão obrigados a fechar as portas às 2h de domingo a quinta-feira e às 3h nos restantes dias. Já as lojas de conveniência só poderão funcionar até à meia-noite.

O anúncio foi feito pelo presidente da câmara na Assembleia Municipal de Lisboa, durante o debate anual sobre o estado da cidade, que se realizou esta terça-feira. Na sua intervenção, Fernando Medina fez saber que apresentará “esta semana” um novo regulamento, no qual ficarão definidos os horários de funcionamento dos estabelecimentos de comércio nocturno.

“A tranquilidade é um dos direitos fundamentais de todos os que residem na cidade”, justificou o autarca, acrescentando que se procurou encontrar uma solução que tivesse em conta “o direito ao silêncio, à tranquilidade, ao descanso”, mas também “o direito ao lazer e ao desenvolvimento das actividades económicas”.[...]»

6 comentários:

Shadows disse...

Porque não fecham tudo? Já agora, porque não se interdita a boa disposição a partir da meia noite? Assim os diferentezinhos podem estar sossegados.
Curioso que quando foi para recuperar imóveis que estavam a cair o dinheiro dos empresários da noite deu jeito.

Paulo Lopes disse...

Para quem vive num prédio, em que todos os andares estão reservado a habitação, e na cave "nasceu" um bar, cuja música se ouve no ultimo andar (5º) por vezes até às 6.00h da manhã, esta medida é sem dúvida importante.
Mas a verdade é que não se podem licenciar bares e afins, em zonas residenciais e em prédios de habitação, pois estas actividades impedem o descanso de quem lá mora.
Esta medida peca por "poucochinho". Meia noite, em prédios de habitação é mínimo que se pode exigir.

Julio Amorim disse...

Diria que os novos horários são excelentes para quem não mora lá....ou para todos os que podem passar o resto do dia a dormir à sombra.

Anónimo disse...

Os bares fecham, mas fica tudo a beber e a fazer barulho na rua.

JOÃO BARRETA disse...

Outra vez a mesma música??????????????????
Já não deu tempo para se perceber que o problema não está em regulamentos mais ou menos restritivos, mais ou menos permissivos ???
A questão está no "acompanhamento/monitorização da aplicação", ou seja, fiscalização real e aplicação efetiva do "regulamentado", desde a verificação do seu cumprimento até à aplicação das penalidades pelos incumprimentos.

Anónimo disse...

Então lisboa vai ficar sem lojas de conveniência durante a noite?