...

...

05/01/2017

Nem já os bairros históricos escapam:


Mais do mesmo, i.e. reabilitação para estatístico recordar, desta feita verdadeira anedota só possível em bairro histórico :-)

fotos: skyscrapercity

12 comentários:

Anónimo disse...

LOL! Está ao nível da arbitragem do futebol profissional em Portugal.

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

acrescente-se que o palácio ao lado, igualmente vítima de disparates do género, ganhou, salvo erro, um prémio numa qualquer semana da reabilitação urbana à la Costa, à la Medina e à la todos os outros que nos têm (desgovernado) em Lisboa

Xico205 disse...

Desde sempre que se acrescenta andares aos prédios em Lisboa. Sempre foi assim, à medida que os senhorios vão tendo dinheiro para investir.

Antigamente os senhorios construiam barracas nos quintais dos prédios e alugavam, nos ultimos tempos a câmara tirou de lá os moradores e mandou as barracas abaixo e proibiu-os de construir barracas novas maneira que os senhorios agora têm que se virar para outro lado.

Anónimo disse...

Pois é Xico, e que tal pôr esses tais "senhorios" na ordem? O "sempre foi assim" não é desculpa, senão ainda havia escravatura e se enforcavam as pessoas na praça pública.

Anónimo disse...

Quer se goste, quer não se goste, de facto não cumpre o Plano aplicável. Para que serve o plano afinal? Para ser violado? Não há paciência, para esta farsa. Nem sequer sei quem é o autor do projeto, mas seria certamente esclarecedor!

Anónimo disse...

É que no urbanismo também há grandes anedotas. Mas em sistema de vistas chega a ser lamentável.

Anónimo disse...

É um piso recuado disfarçado, o plano não permite...

Anónimo disse...

Piso recuado, sem harmonia nem escala apropriada.Uma verdadeira aberração em plena frente ribeirinha.

Anónimo disse...

Não acompanha a morfologia das coberturas. Uma verdadeira aberração na paisagem. Pura poluição visual. Para que serve o plano afinal e o PDM?

Anónimo disse...

Percebo que é em Alfama, mas gostaria de conhecer a morada exata.

Anónimo disse...

Rua de São Tomé, a seguir às Portas do Sol.

Anónimo disse...

Tudo isto é triste, tudo isto é fado!