...

...

17/01/2017

Rua FERRAGIAL- Quem tem jurisdição e interesse em Resolver?


Chegado por e-mail:

«Caros Senhores,​

Antes de mais votos de um bom ano de 2017.

Não tendo a certeza do limite geográfico das Freguesias de Santa Maria Maior e da Misericórdia​, e estando os problemas que venho reportar em TODA A EXTENSÃO da RUA DO FERRAGIAL desde a Rua Vitor Cordon até à Rua do Alecrim, aproveito para enviar esta informação a todos os possíveis visados na expectativa de ver estas situações abaixo devidamente Fiscalizadas e Resolvidas, tão breve quanto possível.

Antes de mais deixem-me informar que Rua do Ferragial apesar de ser uma rua pequena e com muito pouco comércio, TEM alguns MORADORES e SERVIÇOS que têm lá vivido mesmo no CAOS em que esta se encontra. Que é um dos PRINCIPAIS ACESSOS PEDONAIS, sobretudo para quem vem terminal de transportes intermodal do Cais do Sodré, permitindo o acesso pedonal: - à Rua Vitor Cordon,
- ao Hospital da Ordem Terceira
- ao Museu do Chiado
- ao Teatro Nacional de São Carlos
- à Faculdade das Belas Artes
- a TODO O CHIADO

Desde meados do ano de 2016 que se começaram a desenvovler DIVERSAS OBRAS em EDIFICIOS na rua do Ferragial, nestes mais de 6 meses foram começando obras mas nenhuma está terminada. No total teremos AGORA MESMO umas 5 (cinco) ou 6 (seis) OBRAS a decorrer com ocupações dos passeios de tal forma que os peões ficaram sem condições para ali circular em segurança quanto mais em conforto. Nas fotos em anexo vêm-se 4 obras no espaço de uns 50 metrosatente-se aos passeios inexistentes ou em obras. Junte-se-lhe ainda os Caixotes do Lixo/Reciclagem do BAR COBRE que estão 24h/7 no passeio, a ocupar a via e a incomodar quem ali precisa de passar.

​Ainda pior com o encerramento do Largo do Corpo Santo ao transito automóvel, há agora regularmente TRANSITO CONGESTIONADO na rua do Ferragial ​para onde este foi desviado. Portanto os peões que não podiam circular nos passeios estão também sujeitos a abusos dos muito condutores com as suas pressas. O acesso a garagens ficou sujeito a longas demoras. ​E a juntar a tudo isto os NIVEIS DE POLUIÇÃO AUTOMÓVEL, com gases de escape acumulados numa rua estreita, são notórios para quem ali passar a pé, ou ali vive. ​​Junte-se-lhe a POLUIÇÃO causada pelas próprias OBRAS, com diversas PARTÍCULAS no AR e depositadas no CHÃO, na sua envolvente​, aliás visiveis nas fotos anexas.

​Em relação às obras convenhamos pelas fotos em anexos convenhamos que as diversas Fiscalizações ​não tem actuado... parece que estamos num qualquer lugar do terceiro mundo! Mas estamos efectivamente no CENTRO de uma CAPITAL EUROPEIA que se diz moderna e apelativa! Quer-me parecer que há entidades a par do que ali se passa, pois​ o problema da iluminação publica, esta via esteve literalmente às escuras durante várias semanas, ​foi entretanto resolvido.​

Na expectativa que os Ex.mos Senhores Presidentes das Juntas de Freguesia juntamente com o Munícipio de Lisboa, se necessário, possam chegar a acordo, e sobretudo resolver este problema tão breve quanto possível.

​E​m nome dos residentes esperamos a ​rápida e eficaz resolução desta situação, ​e sem esperar que as obras acabem... porque isso também não está para breve.​

Melhores​ Cumprimentos,

​Antonio Manuel Silva​
​Lisboa​

3 comentários:

Julio Amorim disse...

Sim...isto no país dos "atendimentos prioritários" para deficientes, idosos, com crianças ao colo e etc. Depois vemos cenários destes?
Incompetentes e hipócritas é o que é !

Johnny Lucas disse...

Acrescento ainda que a iluminação não estado a funcionar bem. Tenho atravessado esta rua à luz de lanterna do telemóvel para não tropeçar em entulho ou material de obras. Contudo o cúmulo foi mesmo o "estreitamento" causado pelas obras e impossibilidade de acesso a ambos os passeios ... com o trânsito que por ali passa, por mais curto que seja o troço, é sempre um risco

Anónimo disse...

Porque é que ESCREVE em MAIÚSCULAS? É a apelar a um SENTIDO de AUDIÇÃO que já FALHA?