Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

08/05/2018

O paradigma da gestão urbanística 2007- (?)


Ou, dito de outro modo, a Lisboa (aqui em versão Campo de Ourique) antes do vereador Manuel Salgado vs. a Lisboa depois do vereador Manuel Salgado.

17 comentários:

Anónimo disse...

Um caixote.
Curiosamente nos prédios junto ao cemitério dos Prazeres nem deixam recuperar a fachada (apenas recuperação, sem alteração), por estarem na zona especial de proteção do Palácio das Necessidades e terem marquises.
A segurança para esta Câmara não vale nada.
A estética também não.
Apenas os copadrios e o favorecimento de grupos de interesses anti-qualquercoisa ou pró-qualquer coisa.

Julio Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julio Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Que brutalidade! Isto é arquitectura de ruptura!!

leonel pereira disse...

loooool

Anónimo disse...

Custa a acreditar que seja a realidade! O PDM, completamente ignorado.
Gostaria de saber qual é o local e quem é o autor.Uma verdadeira atrocidade.

Anónimo disse...

Trabalho em Campo de Ourique e fiquei perplexo e chocado qd vi este edifício pela primeira vez. O edifício que demoliram era um dos poucos edifícios harmoniosos daquele quarteirão. Os azulejos são discutíveis mas podiam perfeitamente ter mantido as fachadas e aumentado a altura do edifício na mesma. Fica um bairro mais frio e descaracterizado.

João disse...

Eh pá... qual é a rua?

Anónimo disse...

Será que foram muito inconvenientes?
Não serão decerto assíduos ao Blogue.
Não se admitem obscenidades, mas estas arquitecturas são de tal ordem violentas e ofendem o projecto inicial de Campo de Ourique e as revisões sustentáveis que poderão fazer-se.
Uma sugestão fica, na casa onde viveu e morreu Almeida Garrett na Rua Saraiva Carvalho nºs.66/68 deveria ser colocada uma placa a assinalar a permanência deste nosso ilustre escritor e tão esquecido.
Também aí a Cidadania Lx e os seus membros, extraordinários defensores dos valores culturais e patrimoniais da Capital fizeram o alerta.
Campo de Ourique está a ser aceleradamente descaracterizada, agora que na Rua da Estrela estão a ser projectados novos mamarrachos.


João Ribeiro disse...

Está muito pós moderno pseudo isto e aquilo que mentes fechadas como as nossas presas ao passado não entendem.

Anónimo disse...

Para lá do admissível. Altera-se a imagem e pior que isso, destró-se a harmonia. Não se respeita a escala e o ritmo. Não cumpre de forma evidente objetivos básicos expressos no PDM. Uma verdadeira aberração, um muito mau contributo à cidade.E tudo isto quando era possível ampliar sem comprometer a harmonia.

Anónimo disse...


Incrível!
Péssimo.

Anónimo disse...

Pode-se comentar?

Julio Amorim disse...

Gostava de ler o PDM no que diz respeito ao alinhamento do novo edifício pelas varandas dos prédios adjacentes.

Anónimo disse...

aquilo é uma forca?

Anónimo disse...

O PDM é público pode ler entre os artigos 39 ao 45.

Anónimo disse...

Que amadorismo. Parece uma brincadeirinha de escola mal conseguida! Admite-se a simplicidade, mas não desta forma tão rude. Assim se fere a cidade.