...

...

03/03/2016

A Figueira a gente até já nem passa por lá para não ver ... pelo que podemos esperar mais uns anos... mas o Rato é diferente (e mais complicado, sim). Ao menos que lhe ponham de volta do E-24, e a gente já fica satisfeita :-)


In Observador (3.3.2016)

«Câmara de Lisboa já não vai reabilitar Praça da Figueira e Largo do Rato neste mandato

Câmara de Lisboa informou que a reabilitação da Praça da Figueira e do Largo do Rato, que assenta no reordenamento do trânsito e em mais espaço para os peões, não vai ser feita neste mandato. [...]»

3 comentários:

Alvaro Pereira disse...

Para a Praça da Figueira, a melhor solução é reconstruir o mercado que lá existiu até 1949. Já chegou aos meus ouvidos que em Paris iriam reconstruir o mercado de Les Halles; já é tempo de seguirmos os bons exemplos de lá de fora. A estátua do D. João I pode ir ou para o Marim Moniz, em frente ao Hotel Mundial, ou para o Cais do Sodré.
Quanto ao Largo do Rato, o projecto que eu vi parece-me ser muito bom; qualquer coisa é melhor do que como está agora.

Anónimo disse...

E qual é o problema na Praça da Figueira ou no Largo do Rato?
Para fazerem pior mais vale deixarem como está.

Anónimo disse...

Não ocupem mais espaços.

Pensem sempre que terão de construir mais estacionamento.

Enquanto em Portugal não encararem como primeira prioridade o Transporte Colectivo, não ocupem mais espaço.

Essas pretensões cai às mil maravilhas no F.M. e no Manuel Salgado.