...

...

29/12/2016

Atendimento prioritário e hipócrita....

Um bom exemplo do zelo das autoridades desta terra no que respeita a idosos, deficintes e etc. Foto: Nuno Valença, Avenida Coronel Eduardo Galhardo.


Foto roubada no Passeio Livre. Temos realmente um país que cuida bem dos mais vulneráveis.

 "A Lei assegura a obrigatoriedade de prestar atendimento prioritário às pessoas com deficiência ou incapacidade, ou seja, que possuam um grau de incapacidade igual ou superior a 60%, pessoas idosas, que tenham idade igual ou superior a 65 anos e apresentem alterações ou limitações das funções físicas e mentais, grávidas e pessoas acompanhadas de crianças de colo, ou seja acompanhadas de crianças até aos dois anos de idade."

Waooow....nunca ouvi falar de lei tão hipócrita em parte nenhuma. Quando ela surge num país como Portugal onde o abuso de "direitos" continua a ser tradição, é de espantar. O mau estar, os abusos e conflitos que isto vai gerar por muito lado, parece que já se manifestam. Quando uma lei destas surge num país onde os deficientes, pessoas idosas, gente com crianças ao colo e etc., continua a ser obrigada a circular pela estrada (porque o passeio está ocupado por carros), parece que perdemos todo o sentido de proporções. Mas estamos em Portugal....um país onde se muda a carpete da sala, enquanto o telhado deixa entrar água.

12 comentários:

Johnny Lucas disse...

Esta foto é de que ano ? Uma ida ao google streetview e percebe-se que a realidade felizmente já não é assim. Foi feita uma intervenção e a situação retratada foi corrigida. A rua até ficou bastante prática e organizada.

Anónimo disse...

Para mim sem dúvida que essa lei é hipócrita, como muito bem diz, basta ver os passeios cheios de carros, de esplanadas, ou de caixotes de lixo soltos pelas ruas. Por vezes também vejo abusos, como criancinhas a viajar de braço em braço para passarem à frente dos coitados que estão à espera de sua vez.

Mas mesmo assim tem alguma razão de ser, como nos c. comerciais onde acontecem também coisas muito estranhas.

Os lugares de estacionamento para deficientes estão sempre ocupados por pessoas que a única deficiência que têm é a mental. Simplesmente não estão para esperar por um lugar e então estacionam nesses lugares. Digo isto porque estou farto de ver estas situações e como só há nesses locais seguranças, a pobreza mental ganha sempre.

Julio Amorim disse...

2007....mas continua assim em muitas outras ruas.

Paradela disse...

Mais uma vez a careca descoberta. Pelo clickbait e engano, o valor deste post é zero.

Anónimo disse...

Paradela a cml paga-te ordenado? :-)

Paradela disse...

Mais uma vez não, Paulo, eu é que tenho um fetiche em ver demonstrações básicas de desonestidade intelectual.

Anónimo disse...

É o resultado do apetite voraz pela especulação imobiliária.

Anónimo disse...

Na realidade não existe miopia nos corredores do poder. Existe sim uma cegueira induzida.

Anónimo disse...

Que desqualificação urbana. Ao que se chega. A destruição não se fica pela destruição do imóvel pombalino. É a destruição do equilíbrio de duas frentes urbanas e de um logradouro impositivo. É demasiada destruição junta. Há muito por explicar, de facto neste caso não há miopia urbana, há uma destruição intencional de património. Faz-se de conta que não é património, faz-se de conta que cumpre o PDM, faz-se de conta...Esta obra em curso ultrapassa todos os limites, importa pois averiguar, como pode suceder, com o aval da CML e da DGPC. É óbvio que ambas as entidades não cumpriram o seu papel e estiveram a alimentar os apetites vorazes da especulação imobiliária.

Anónimo disse...

Atenção: os 3 últimos comentários destinam-se à notícia do imóvel da Lapa. Por favor corrija se houve engano.

Anónimo disse...

Foto com situação já resolvida há vários anos, 4 ou mais.

Julio Amorim disse...

Foto com situação que se repete nas ruas de Lisboa diariamente !