Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

04/12/2013

"Denunciar quem não apanha cócó do cão dá dinheiro"....


os bons exemplos de alguns.... 

"A municipalidade de Stafford, no centro de Inglaterra, decidiu instituir um prémio equivalente a 90 euros para quem denunciar os donos de cães que não apanhem os "presentes" deixados nas ruas pelos seus animais.

"A Câmara de Stafford decidiu esta medida como forma drástica de combater os infratores, pois "só um escasso número tem sido apanhado em flagrante delito", lê-se no comunicado em que foi anunciada a decisão municipal.
"Desde hoje, qualquer pessoa que forneça informações que permitam levar perante a justiça o autor da contravenção receberá 75 livros [equivalente a 90 euros]". A verba não sai dos cofres da Câmara, mas resulta do valor da multa paga pelo proprietário do animal que não apanhe os dejetos deste.
A Câmara de Stafford disponibiliza desde há vários meses sacos gratuitos para recolha dos dejetos animais.
"É absolutamente legítimo que um habitante, preocupado com o interesse da comunidade e que nos ajuda a lutar contra um comportamento que é não só repugnante como tem graves repercussões para a saúde pública, seja recompensado, e deve ser o dono pouco escrupuloso do animal a pagar", explicou à AFP o vereador para as questões do ambiente e da saúde, Frank Finlay.
Esta linha de ação foi adotada também nas regiões de Derbyshire e West Midlands, onde a polícia anunciou que entregará o equivalente a 1200 euros a quem denunciar os condutores vistos a conduzir embriagados no período festivo que se aproxima."

in DN, 2013-12-04, por A.C.M.

4 comentários:

Carlos Medina Ribeiro disse...

Onde se lê 75 "Livros" leia-se "Libras"!!!

Madalena Sampaio disse...

Denunciar o vizinho? Com base em quê se não fôr em flagrante?A questão passa por educação, educação, educação - que é igual a sentido cívico.
Campanhas de sensibilização, seguidas de fiscalização por parte dos agentes camarários. Há leis, multas, no entanto não são postas em prática, falta de pessoal, falta de vontade?
Custa-me ver o pequeno jardim à frente do meu prédio, ser limpo para passado poucos dias ficar pejado de dejectos caninos e não só! É um trabalho inglório e que duma forma ou outra sai dos bolsos dos contribuintes.
Não é a 1ª vez que alerto a minha J.F. para este problema e uma das formas dissuadoras seria colocar equipas de fiscalização (aleatoriamente e nos ditos períodos de ponta - muito cedo e muito tarde) em diversos pontos da cidade (principalmente jardins) a multarem as pessoas que não têm respeito pelo seu concidadão. Vejo com agrado que pouco a pouco há cada vez maispessoas que apanham os cócós dos seus canitos. Quanto a medidas tipo Assunção Cristas , são tão absurdas que me excuso a qualificar e se um dia se lembram de restringir as crianças por apartamento?Também fazem barulho e incomodam e os vizinhos que fazem barulho a qq hora do dia?
Repito é tudo uma questão de educação cívica que começa em casa e na escola.
E sim, tenho 2 cães em casa que levo a passear pelo menos 2 vezes ao dia, e é claro que sempre apanhei os seus cocós.

Julio Amorim disse...

75 livros era bem melhor....

Julio Amorim disse...

Em parte concordo consigo....mas só com repressão a doer é que vamos mudar a mente a esta cambada de egoístas que nos conspurca a vida diariamente. Pelo caminho das leis em papel e campanhas de sensibilização, acredito que todos os que já cá andam....nunca vão viver outra coisa.