25/06/2014

PARA ONDE VAI O PATRIMÓNIO ARTÍSTICO DA CIDADE DE LISBOA ?


Peças metálicas furtadas no lago existente no início da Avenida da Liberdade. Lisboa, 24 de Junho de 2014.


O património artístico metálico durante séculos presente na cidade de Lisboa, está agora a desaparecer a uma velocidade alucinante, sem que isso pareça incomodar quem quer que seja. Peças de remoção difícil são subtraídas de lugares públicos frequentados a todas as horas do dia e da noite sem que ninguém seja testemunha. São atos criminosos sobre bens que a todos pertencem e que empobrecem a nossa cidade.

Aqui deixamos um apelo à Polícia Judiciária de Lisboa, que possui uma secção especializada no furto de obras de arte e umas instalações ultra-modernas, recentemente inauguradas, para que desenvolva os seus melhores esforços no sentido de desmantelar o ou os grupos organizados que vêm atuando em Lisboa e possa recuperar para a cidade as peças furtadas.

Apelamos ainda a todos os lisboetas para que colaborem nas investigações da Polícia Judiciária.


Pinto Soares

4 comentários:

Julio Amorim disse...

Normalmente vai parar a sucateiros e a única coisa interessante é o preço do quilo. Em Göteborg algumas esculturas de metal foram retiradas do espaço público pelo mesmo motivo. Um mundo cada vez mais embrutecido....

Julio Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

E os candeeiros antigos é a mesma coisa. Vão desaparecendo aos poucos.

Destes dois já só resta um:

https://www.google.pt/maps/@38.706187,-9.162883,3a,75y,190.21h,83.37t/data=!3m4!1e1!3m2!1sJhEl4vdkRkG6w-PZJ46SIw!2e0

José Batista disse...

Chore, quando acontece estes roubos.Selvagens sem cultura,a roubarem pecados da alma de Lisboa. Onde pára a policias ? Por favor investiguem,e quando apanharem os ladrões cortem as mãos.