...

...

07/07/2015

A CML devia dar o 1º passo, avançar e negociar com a Estamo o complexo do Miguel Bombarda, para TODO o arquivo municipal



In Público Online (7.7.2015)
Por Marisa Soares

«Hemeroteca reabre nas Laranjeiras e já não vai para a Lapa

Câmara de Lisboa mantém intenção de encontrar um espaço mais amplo para este equipamento, mas ainda não sabe onde

Hemeroteca de Lisboa reabriu nesta segunda-feira à tarde, depois de quase dois anos encerrada, ocupando agora dois pisos de um prédio de habitação nas Laranjeiras. A morada será temporária, não se sabe até quando. No entanto, a câmara abandonou a anterior ideia de transferir este equipamento para a Lapa.

A relocalização da Hemeroteca Municipal – que foi criada em 1931 e funcionou durante 40 anos no Palácio Condes de Tomar, no Bairro Alto, até fechar em Setembro de 2013 – era uma das medidas do Programa Estratégico Biblioteca XXI, aprovado pela câmara em Maio de 2012, com o objectivo de promover a requalificação da rede municipal de bibliotecas. A solução apontada era o Complexo Desportivo da Lapa e em Outubro do ano passado a vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, afirmou que o projecto continuava “em estudo”.

“Há um projecto de requalificação de outro espaço mais amplo, que permita albergar várias instituições culturais da cidade, mas que ainda não está concluído”, disse agora a vereadora ao PÚBLICO, à margem da inauguração das instalações da Hemeroteca nas Laranjeiras. “Em princípio não será na Lapa”, adiantou, e “ainda não se sabe” onde será, nem quando. Muito menos quanto vai custar. “Está em estudo”, sublinhou. [...]»

...

Ou permutar terrenos com os donos privados do antigo Hospital de Arroios, por ex. Seja como for, ter-se abandonado a ideia mirabolante do Complexo da Lapa, é uma bela notícia :_)

1 comentário:

Anónimo disse...

A hemeroteca no Complexo Desportivo da Lapa, onde existe até uma piscina que não tem muita idade - pelo contrário - e se encontra presentemente encerrada - embora tenha funcionado até há pouco mais de meia dúzia de anos - não lembrava ao careca.