...

...

29/07/2015

Lisboa sente falta da velha feira. Para onde poderá ir a nova?

Foto do blogue Denúncia Coimbrã
Localização da Feira Popular, que a câmara irá decidir, poderá estar reduzida a três hipóteses. Autarquia quer oferta diferente das internacionais

Em Monsanto, na Bela Vista ou no Parque do Tejo e do Trancão. De acordo com os arquitetos ouvidos pelo DN, estes são os locais mais apropriados para alojar um futuro parque de diversões de Lisboa.
Carrilho da Graça, distinguido com o Prémio Valmor pelo Pavilhão do Conhecimento dos Mares na Expo"98, explica que uma feira popular pode, de certa forma, ser entendida como os antigos rossios. "Espaços na periferia, fora das muralhas, colonizados por feiras e que mais tarde foram absorvidos. Nesse sentido, temos Monsanto, um enorme parque natural que dispõe de zonas adjacentes relativamente disponíveis. Isso seria uma forma de criar uma nova zona para a cidade que no futuro poderia ser aproveitada de forma diferente."
Monsanto é igualmente uma das duas zonas apontadas pelo paisagista João Gomes da Silva, também ele prémio Valmor - pelos espaços públicos que desenhou para a Parque Expo. "A antiga Feira Popular era um espaço muito árido, denso, muito urbano e sem árvores. Não há dúvida de que uma possível futura zona de diversões deveria estar relacionada com um grande parque. Em Lisboa, só vejo Monsanto e o Parque do Tejo e do Trancão. Ambas as localizações são periféricas em relação a Lisboa, mas são centrais relativamente à área metropolitana e essa escala é importante."

In DN por José Fialho Gouveia, 2015-07-29

..................................................................................................................

Monsanto não é "reserva de terrenos"....é um Parque Florestal 
senhores arquitectos ! Por favor guardem as más ideias para 
o vosso quintal....

1 comentário:

Anónimo disse...

Feira Popular no Parque Florestal de Monsanto, por os terrenos serem baratos,
"JAMAIS".

Porque não pensam tanto em negociatas a curto prazo e antes no futuro sustentável da cidade.

Têm os terrenos da "antiga feira popular" ou em alternativa os terrenos da "Matinha", junto ao Parque das Nações.

Pinto Soares