...

...

27/08/2015

Lisboa instala LED em 8500 semáforos para poupar mais de 800 mil euros

Fotografia © Carlos Manuel Martins/Globalimagens

Câmara municipal paga atualmente 1,1 milhões de euros anuais pelo consumo de energia, fatura que será reduzida de forma significativa. Projeto deve estar concluído até ao final do ano.

A substituição, até ao final do ano, das lâmpadas convencionais de 8500 semáforos por óticas LED vai permitir à Câmara Municipal de Lisboa (CML) reduzir em 160 mil euros nos dois primeiros anos e em mais de 800 mil euros nos seguintes a fatura energética destes equipamentos. Atualmente, a autarquia gasta cerca de 1,1 milhões de euros por ano com energia nos semáforos, uma pequena parte dos quais já dotada de tecnologia LED. A medida promoverá, em simultâneo, a segurança rodoviária, uma vez que as novas óticas são mais visíveis do que as lâmpadas incandescentes utilizadas até agora.
A intenção fora anunciada em julho do ano passado e a adjudicação do contrato por concurso público à Galp Energia/Vivapower aprovada em janeiro, mas só no início deste mês é que as equipas da Soltráfego, parceira daquelas entidades, começaram a intervir, por toda a cidade, nos 8500 semáforos de Lisboa que não eram ainda dotados de tecnologia LED. Ao todo, serão instaladas mais de 20 mil óticas, cinco vezes mais do que as que existiam até agora. A vantagem é, desde logo, ambiental.
De acordo com informação disponível no site da Lisboa E-Nova - a Agência Municipal de Energia Municipal que tem vindo a trabalhar com a CML na implementação de projetos de eficiência energética -, permitirá evitar a produção de mais de 1300 toneladas de dióxido de carbono. Em termos individuais, enquanto uma lâmpada incandescente consome 100 watts, uma ótica LED consome 8,3 watts.

In DN, 2015-08-27 por Inês Banha

1 comentário:

Filipe Melo Sousa disse...

E já agora quanto vão custar as 8.500 leds 'óticas'?