...

...

26/08/2015

Lisboetas querem que o coreto da Estrela lhes seja devolvido....


Petição. Mais de 450 pessoas já assinaram um documento para que usufruto do espaço não dependa, tal como acontecia anteriormente, de autorização camarária. Placa originou protesto.
No sábado, a placa estava lá, colocada no máximo duas semanas antes. "Acesso vedado exceto eventos autorizados", lia-se então no portão do coreto do Jardim da Estrela, em Lisboa. Ontem à tarde, já não estava, ainda que a entrada continuasse fechada à chave... sem que tal signifique que a proibição tenha desaparecido. Afinal, há já ano e meio que uma comunidade informal de lindy hop que dança na rua sabe que é necessário ter autorização para subir à estrutura. David Afonso, um dos dinamizadores do grupo, é um dos autores da petição lançada nesta semana pela devolução do "coreto do Jardim da Estrela aos lisboetas" e que, até agora, reuniu mais de 450 assinaturas. A Câmara Municipal de Lisboa (CML), gestora do espaço, não respondeu em tempo útil às questões do DN.


In Dn, 2015-08-26 por Inês Banha

2 comentários:

Anónimo disse...

A petição é pública e está disponível aqui

Anónimo disse...

Sim, querem o coreto da Estrela devolvido, mas para que lá não se passe coisa nenhuma. Quantas petições ao todo é que giram à volta do Jardim da Estrela?