...

...

15/08/2015

O «Licenciamento Zero» no Bairro das Colónias


 
 
O «licenciamento Zero», apesar de bem intencionado, está a ter efeitos negativos em todo o país ao nível da poluição visual - e as zonas históricas urbanas são um dos locais onde mais salta à vista a desadequação da lei.
 
Apenas a título de exemplo, estes dois estabelecimentos do Bairro das Colónias: um conjunto caótico de dispositivos colados/aplicados no exterior da fachada e outro com painel a tapar a totalidade da guarda de ferro artístico de uma varanda - ambos os casos na Rua do Forno do Tijolo.
 
Um bairro histórico e protegido no PDM (e em vias de ser classificado como de Interesse Municipal) merece mais cuidados, e qualidade, na forma como os estabelecimentos publicitam a sua actividade.
 
Neste caso do Bairro das Colónias não pode a Junta de Freguesia disciplinar e qualificar a publicidade, com base no facto deste bairro estar presente na Carta Municipal do Património anexa ao novo PDM?
 
O «Licenciamento Zero» não pode ser desculpa para nada se fazer a favor da qualidade, e em defesa do património da cidade.

1 comentário:

Anónimo disse...

Penso que não tem que ver com licenciamento zero uma vez que a fiscalização e licenciamento de publicidade e OVP é da responsabilidade da juna. O que falta é fiscalização a que, pelos vistos, a junta de arroios só fiscaliza quem não é amigo