...

...

26/02/2016

Edifício-sede DN (Avenida Liberdade) vai ser hotel/ Apelo à Ordem dos Arquitectos


​​Exmo. Senhor Presidente
Arq. João Santa Rita


​​ No seguimento das notícias recentes que dão conta da venda do edifício-sede do Diário de Notícias, na Avenida da Liberdade, a um grupo hoteleiro cujo interesse será o de transformar aquele edifício em unidade hoteleira (vide http://observador.pt/2016/02/25/edificios-do-diario-noticias-da-radio-renascenca-vao-hoteis-charme );

Considerando que a eventual transformação daquele edifício num hotel irá implicar a realização de obras profundas no mesmo, acarretando, eventualmente, a destruição dos elementos interiores estruturantes ​de origem ​ainda existentes, bem como a remoção dos dispositivos publicitários exteriores alusivos ao Diário de Notícias;

E considerando que estamos perante um edifício que é da autoria de Porfírio Pardal Monteiro, é Prémio Valmor (1940), é Imóvel de Interesse Público (1986) e é considerado pela generalidade dos historiadores e arquitectos como fundamental para o Movimento Modernista em Portugal;

Apelamos à Ordem dos Arquitectos para que não deixe de tomar uma posição forte junto do promotor, da Câmara Municipal de Lisboa e da Direcção-Geral do Património Cultural, no sentido de todos zelarem pela integridade ainda possível deste enorme Monumento arquitectónico da cidade e do país.​

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Bernardo Ferreira de Carvalho,​ Miguel Atanásio Carvalho, Júlio Amorim, Rui Martins, Miguel de Sepúlveda Velloso, Luís Marques da Silva, Virgílio Marques, Jorge Santos Silva, Jorge D. Lopes, Inês Beleza Barreiros, Paulo Lopes, Maria João Pinto, Nuno Caiado e Rita Filipe Silva

c.c Media

Texto corrigido.

4 comentários:

Anónimo disse...

Antes de enviarem cartas à queima-roupa, façam o trabalho de casa.
Talvez atinjam de forma mais fundamentada os vossos objectivos, na defesa de princípios que serão legítimos.
Leiam, questionem, dialoguem.
Assim, seria mais sensato dirigir a carta ao Presidente da Ordem dos Arquitectos, o arquitecto João Santa Rita. Julgo que dirigir a missiva à sua secretária, que nem é arquitecta, nem faz parte da direcção, não surtirá o mesmo efeito.

CIDADANIA LX disse...

Obrigado ao arquitecto anónimo pela chamada de atenção. Erro (grave) corrigido e missiva reenviada. Volte sempre. Cumps. PF

Anónimo disse...

Mais um, siga o baile!

Qualquer dia só volto ao centro histórico para passar férias..

lol.

Anónimo disse...

Há departamentos do Património na União Europeia que tem de ser avisados.
Não é só candidatarmo-nos a Fundos.
Será o primeiro assunto a dirigir ao novo Presidente M.R.S.
Será que a República se irá preocupar com estas situações?