...

...

01/11/2016

A caricatura de um palácio




Mansardas pombalinas, cozinhas, todas as dependências, todo o jardim. Tudo destruído. O que resta daquilo que foi o Palácio da Anunciada, é o andar nobre onde existem salões com estuques e o magnífico átrio da entrada. Irá ser tudo engolido numa construção de raíz onde não faltarão novas mansardas à la moda de Lisboa, modernaças e brilhantes.

O que restar do palácio será como um enxerto em casa nova. Do jardim resta o dragoeiro.

Os exemplos como este multiplicam-se por toda a cidade. A isto chamam as pessoas bem-pensantes, reabilitação.

1 comentário:

Anónimo disse...

Realmente os brutinhos não perdoam. O belo jardim suspenso que existia aí e que fazia desta rua um dos ícones da Lisboa romântica, exterminado sem mais nem menos:

http://1.bp.blogspot.com/-WhENOjb9v3M/VTJNszUInDI/AAAAAAAADTY/qrBZ4zgwiX8/s1600/SAM_6999.JPG

Vamos ter de olhar agora para um belo "buraco/rectângulo" de 20 metros que vai ocupar a maior parte do piso térreo. Vejam só:

http://1.bp.blogspot.com/-R0jGdVIReLE/Up8HzfSRslI/AAAAAAAABQw/nry2QdSgXZg/s1600/Hotel+Pal%C3%A1cio+da+Anunciada+01.jpg

Que beleza.. Os alçados dos condomínios da alta de Lisboa e do parque expo aqui tão perto.