...

...

11/11/2016

Rua da Escola do Exército: candeeiros históricos vão desaparecer após 1 século






Este arruamento da Freguesia de Arroios vai ficar mais pobre com o argumento demagógico da melhoria da iluminação.
A História da nossa cidade, das diferentes freguesias e arruamentos, também se lê nos equipamentos de iluminação pública. Ao longo dos anos a cidade soube - umas vezes melhor de que outras - reciclar, adaptar, actualizar os candeeiros à medida dos progressos técnicos.
Neste caso concreto as colunas de iluminação pública da Rua da Escola do Exército - uma rua do final do séc. XIX / início do séc. XX - serão em breve retiradas.
Estes candeeiros, em uso em Lisboa desde 1888 e apesar de fazerem parte do ambiente urbano da rua desde os finais do séc. XIX, vão ser apagados da memória colectiva.
As colunas originais estavam bem integradas na escala do arruamento, enriqueciam a experiência de quem circulava na rua. Contavam uma história. Agora, teremos novos candeeiros num novo-riquismo dispensável e de justificação questionável.
Porque se decidiu destruir assim um elemento importante na caracterização desta rua?
Os candeeiros estavam tecnicamente obsoletos? Porque não se actualizaram, tal como se faz noutros lugares da cidade? Os candeeiros não eram suficientes? Porque não se aumentou o seu número?
O facto é que a Rua da Escola do Exército vai ficar mais pobre enquanto ambiente urbano lisboeta.
Tudo graças, talvez, à dificuldade que a Divisão de Iluminação Pública/CML tem revelado em aceitar que a iluminação pública de uma cidade histórica não é só uma questão técnica. E que há outras áreas do saber que devem ser convocadas a participar numa intervenção desta natureza.
Para além de que nós, os cidadãos, os contribuintes, não teremos o direito a participar nas decisões que envolvem a alteração radical do nosso espaço público? Este projecto é mais um infeliz exemplo da má gestão do bem público na nossa cidade.

13 comentários:

MrX disse...

Chocante!

Anónimo disse...

Parecem os postes de iluminação das autoestradas!

Jorge disse...

É ver quem está a ganhar dinheiro com estas alterações.

Anónimo disse...


Parabéns ao Forum, os cidadãos de Lisboa, todos os que amam a identidade do país, apoiam as vossas acertadas intervenções.

JJ disse...

Toda a razão. Estes candeeiros bolbosos davam uma luz muito particular às ruas, a meu ver a intensidade e tom certo de iluminação. Ainda subsistem no bairro das ilhas, à Estefânia e tornam essas ruas únicas. Estes LED's azulados podem poupar energia mas são impessoais, frios e a meu ver iluminam pior.

Anónimo disse...

Pelo primeira alguém neste forum chama corretamente o bairro das ilhas pelo seu correto nome e não bairro dos Açores como foi inventado pelos publicadores deste fórum. Existem ainda junto ao saldanha onde moro este candeeiros que no meu ver também poderiam levar lâmpadas led. Alguém está a ganhar com este negócio.

Anónimo disse...

Morei na rua à frente muitos anos e sempre gostei da iluminação da Rua E. Exército. Hoje estão a substituir por aqueles mastronços para alguém andar a comer. De certeza que o LED se poderia colocar nos bonitos candeeiros que conheço desde sempre.

Sempre que estas situações acontecem pela calada, existe sempre alguém a lucrar...


Miguel

Anónimo disse...

Fala-se de candeeiros mas claramente a conversa tinha de resvalar para o "dinheirinho", para "alguém que anda a comer", para "os gatunos" e "as negociatas". Adoro esta moral fininha do portuga que protesta, protesta mas se puder saltar para o outro lado da barricada nem hesita. E saberem quem de facto fornece e fabrica os candeeiros?

Anónimo disse...

10:05, você é demasiado inteligente para nós, pá!!!

Se calhar é você que os fornece e sentiu-se picado...

Anónimo disse...

Esse comentário das 10.05 é absurdo. Pelos visto existe alguém que ainda acredita no pai natal...
Esses candeeiros antigos ficavam bem na entrada da minha quinta já que o comentador acha que a câmara vai deitar aquilo fora, não creio é que vá a tempo de saber o que lhes aconteceu. Estou disposto mesmo a pagar, se o comentador souber de alguma coisa avise.
Na minha rua ainda existem e iluminam bem, toda a gente gosta deles, ninguém gosta dos novos mas só as pessoas responsáveis da câmara é que preferem gastar dinheiro apenas porque sim. Sem ser o referido comentador alguém mais acredita que peças do séc XIX históricas são trocadas por aquela trampa e não existem interesses escondidos?

Anónimo disse...

Sim porque se a minha ocupação fosse fornecer candeeiros a juntas de freguesia o meu passatempo era sem dúvida vir comentar para o cidadania lx...

Anónimo disse...

Nunca se sabe caro anónimo das 3:05.

Avise-nos se puder do paradeiro deles, para também comprar uns dois, se já não tiverem açambarcado todos.

Anónimo disse...

Acho fabuloso que cada vez que alguém aqui se atreve a meter um contraditório é porque está metido no negócio ou trabalha na CML. Há gente que apesar de adulta raciocina de forma gritantemente pueril.