Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

18/08/2014

Petição "Em defesa do projecto cultural dos Artistas Unidos", assine e divulgue, S.F.F.


«Exmo. Sr. Reitor da Universidade de Lisboa
Professor Doutor António Cruz Serra,

Foi com muita apreensão que soubemos que a Universidade de Lisboa dá por terminado o contrato que permitiu a actividade dos Artistas Unidos no Teatro da Politécnica, pondo fim a um percurso de três anos em que a companhia transformou um espaço abandonado numa das referências culturais da cidade. Essa revelação é particularmente inesperada por recordarmos que as longas negociações para a cedência deste espaço pela Universidade de Lisboa foram então minuciosamente acompanhadas pelo Ministério da Cultura, pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pela Câmara Municipal de Lisboa, que apostaram no Teatro da Politécnica para este fim específico, acreditando num projecto cujas expectativas nos parecem ter sido até excedidas pela companhia. [...] que se dê uma oportunidade a um compromisso de onde todos – universidade, companhia e cidadãos – podem sair vencedores; que se faça da renovação do contrato com os Artistas Unidos uma prioridade, para que se mantenha o Teatro da Politécnica como o imprescindível espaço de cultura que se tornou, onde criação, divulgação e formação coexistem, cumprindo uma luta que se espera ser também a de uma instituição universitária. Que não se desfaça por tão pouco o que tão exemplarmente se construiu».

Assine AQUI.

Então, agora que os AU tinham deixado de andar em bolandas e que aquele espaço estava a ser utilizado de forma condigna e, mais importante, tínhamos teatro de qualidade no centro nevrálgico de Lisboa, a UL decide correr com os AU? Nem dá para acreditar.

2 comentários:

Filipe Melo Sousa disse...

A associação de "artistas" é livre de arrendar ou comprar um espaço que lhes pareça adequado para as suas actividades.

Os subscritores da petição também são livres de contribuir financeiramente para tal objectivo por via de doações ou cedência de um espaço que lhes pertença. Isso sim seria de saudar.

Uma petição a pedir que os outros paguem, vulgo que o contribuinte subsidie os artistas, disso já temos a mais.

Filipe Melo Sousa disse...

Caloteiros com renda em atraso e ainda dizem que são despejados "com muita apreensão" ahahah!

O estado português não tem dinheiro para os reformados, estudantes e desempregados. Quanto mais para subsidiar "empresários" que encenam espectáculos que ninguém quer ver (nem à borla).