...

...

29/01/2015

Câmara de Lisboa vai lançar concurso para reabilitar zona ribeirinha oriental


In LUSA/I Online (28.1.2015)

«O projecto tem um valor base de 3.850.00 euros

A Câmara de Lisboa aprovou hoje o lançamento de um concurso de ideias para a criação do Parque Ribeirinho Oriente, reconvertendo a área da Matinha, Braço de Prata e Doca do Poço do Bispo em zonas de lazer.

De acordo com o programa preliminar do projecto, o objectivo é “reconverter uma vasta área de território marcada pelos usos de carácter industrial e portuário, resgatando-a para fruição do público em geral como zona de lazer, actividade desportiva e de enquadramento paisagístico”.

Esta intervenção “está enquadrada e integrada numa nova área urbana definida pelo loteamento dos Jardins de Braço de Prata e pelo Plano de Pormenor da Matinha, dando continuidade à regeneração iniciada pela realização da Expo98 e da criação do Parque das Nações”, refere o documento. ...»

...

Muito bem!

5 comentários:

Anónimo disse...

E entre os Meninos do Rio e Santos está tudo num estado lastimoso porquê? A culpa será do Porto de Lisboa? E ja agora quanto terá custado a marina junto ao Urban Beach que nunca teve lá um único barco? Foi paga com o dinheiro deles?

Anónimo disse...

Caro anónimo, esqueceu-se do "Até quando?!!?"

Anónimo disse...

Ó "até quando", gosta assim como está ou nunca por lá passou?

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

Essa zona é um desastre. O enorme recinto delimitado à frente do Urban Beach, está assim porquê? Os proprietários compraram-no ao Porto de Lisboa, à CML? Ocuparam-no porque sim? Têm licença?

O cadáver de ferro que, julgo, ter sido o Kubo, está de garras ao céu há anos. porquê? A CML acha que faz parte de arte urbana? Será para dormitório de gaivotas e de outras aves marinhas?

Os barracões está "tagados" de alto a baixo. Há uma acampamneto no barracão paralelo à linha do comboio. Nada disto parece preocupar a CML e a APL. Nada que nos espante.

Anónimo disse...

A única novidade é um barracão do ginásio Academia por ali erigido sem que se vislumbre qualquer hamonia com os edifícios vizinhos ou um plano para a zona. Estando essa novidade da treta junto a uma construção que foi em parte demolida, com uma vedação do lado do rio que permanece no local desde a referida demolição, tudo com um horroroso aspecto de abandono, HÁ ANOS!!!

Isto sem mencionar que no chamado terraplano de Santos há parque de estacionamento clandestino (e não pago) a uns cem metros de um parque da EMEL sistematicamente vazio (o que fica encostado aos Meninos do Rio) -- pelo menos durante as horas diurnas em que é pago -- e a pouca distância de outro parque da EMEL onde só quem não souber o que há-de fazer ao dinheiro vai pagar 3€ diários para lá deixar o carro sem nenhuma vantagem (não há sombra ou vigilância). Só visto.