...

...

01/04/2015

EM DEMOLIÇÃO: RUA GOMES FREIRE 140-142


Exmo. Senhor Vereador
Arq. Manuel Salgado


C.C. PCML, AML, JF Arroios

Vimos por este meio apresentar o nosso protesto pela demolição em curso no pequeno palacete/moradia de 1919, sito na Rua Gomes Freire, nº 140-142, na Freguesia de Arroios, resultante da aprovação de uma construção nova de 7 pisos e 2 caves, por despacho de V. Exa.

Trata-se, a nosso ver, de algo perfeitamente dispensável neste momento, dado que não só o edifício em causa era perfeitamente reabilitável, como o seu vasto logradouro permitiria uma solução de construção nova no mesmo salvaguardando-se a existência do palacete.

Em vésperas da 2ª edição da conferência "Lisboa Entre-Séculos, A Arquitectura Ameaçada dos Séculos XIX-XX", preferíamos focar-nos em exemplos de boas práticas na reabilitação deste património, que os há, embora raros.

Daqui apelamos a V. Exa. para que a CML pugne por tentar pôr cobro a estes projectos "cegos" e que, em vez, procure sensibilizar os promotores para soluções de projecto e de construção que evitem demolições como a presente. Tememos, muito sinceramente, que a muito breve trecho, tudo quanto exista em Lisboa relativo a moradias e a palacetes de transição tenha desaparecido, por força da saga pró-alinhamento de cérceas, salvo se forem edifícios classificados.

Com os melhores cumprimentos

Paulo Ferrero, Fernando Jorge, Miguel de Sepúlveda Velloso, Bernardo Ferreira de Carvalho, Miguel Atanázio Carvalho, Inês Beleza Barreiros, Rui Martins, Beatriz Empis, Alexandre Marques da Cruz, José Filipe Soares, Nuno Caiado, Irene Santos, Miguel Jorge

2 comentários:

Anónimo disse...

Lisboa mudou.
O Dr. Fernando Medina não vai fugir, vamos esperar que finalmente o Parque Mayer e o P.P. se concretizem.
O Jardim Botânico e a Politécnica estão à espera.
É mentira.
Lisboa não pode mudar com o "risco" de M.Salgado.

Anónimo disse...

Passei por lá hoje e fiquei surpreendido por estar a ser demolido. Infelizmente metade da fachada e as traseiras todas estão todas demolidas.
Parabéns pela iniciativa, mesmo assim.