...

...

10/04/2015

Igreja resistiu ao terramoto mas não ao tempo e agora há um projecto para a salvar


In Público/LUSA (10.4.2015)
«O projecto “Arte por São Cristóvão” vai ser lançado este mês em Lisboa com várias acções para promover e divulgar o património da igreja de São Cristóvão, actualmente degradado, pretendendo-se angariar apoios para reabilitá-lo.

Construída no século XVII, a igreja de São Cristóvão, na Mouraria, um dos poucos edifícios a resistir ao terramoto de 1755, é uma das mais antigas de Lisboa e encontra-se num “estado de quase semiabandono, que seria importante reverter”, afirmou à agência Lusa a responsável pelo projecto, Paula Teixeira. [...] O projecto “Arte por São Cristóvão” vai ser apresentado publicamente na segunda-feira, pelas 11h00, na igreja, com a presença da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, da vereadora da Economia, Educação e Inovação, Graça Fonseca, e do director do Serviço de Inventário e Património do Patriarcado de Lisboa, padre António Pedro Boto.»

...

São boas notícias, sim senhor. Oxalá se traduzam numa recuperação total, atenta e cuidadosa. E se evitem coisas como as se passaram noutras igrejas, com chão a ser modernizado, rachas a serem preenchidas com cimento, perfis corridos a pvc, mudanças na disposição de púlpitos, etc. A presença pública da Vereadora Catarina Vaz Pinto e do Pe. Boto são um BOM presságio.

1 comentário:

Miguel de Sepúlveda Velloso disse...

Da Catarina Vaz Pinto? Um bom presságio? Com franqueza