...

...

09/05/2015

VOTAÇÃO: AS 10 MARCAS APAGADAS DE LISBOA


O Fórum Cidadania Lx está interessado em saber as opiniões dos Lisboetas sobre os lugares, edifícios e tradições que já não existem ou que foram irremediavelmente alterados na nossa cidade, fosse por acção humana fosse por acontecimentos naturais.

Entendemos que a celebração da cidade, sobretudo dos elementos que a construíram e desapareceram, é uma forma de homenagear Lisboa e os seus habitantes e todos aqueles que a construíram, mas também um modo de lembrarmos o que desapareceu e situar aqueles que nada fizeram ou contribuíram para a sua desfiguração. Não se trata de culpabilizar mas de lembrar, para não esquecermos ou repetirmos os erros do passado.

Numa altura em que as cidades competem no mundo pelo que as diferencia, a eliminação de elementos únicos e característicos deve ser algo que nos preocupa. Participar é um acto de cidadania.

Desta forma, durante 15 dias propomos aos lisboetas e amantes desta cidade que nos sugiram lugares, edifícios, tradições lisboetas que já não existem e/ou foram desfigurados e que, naturalmente e para nossa grande pena, já não existem ou que, eventualmente, possam voltar.

Após o prazo de sugestões, o Fórum Cidadania Lx irá elaborar a lista dos 20 mais sugeridos – cada pessoa pode sugerir o nº de locais/edificios, tradições que entender - para posterior votação e escolha dos 10 mais votados.

Envie as suas sugestões para: forumcidadanialx@gmail.com.

Que a escolha comece!

12 comentários:

Anónimo disse...

Este, a par do Monumental, foi definitivamente um deles:

http://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o8002a5da/16995462_H0lVO.jpeg

Manuel Marques disse...

Ver o que era a Praça do Saldanha e o que é agora... O atual Monumental, o hotel psicadélico recém-inaugurado e a taveirice do outro lado. HORROROSO!!! A tragédia continua pela inenarrável Av da República, Fontes Pereira de Melo e até Av. da Liberdade. Lisboa, arquitonicamente falando, não tem qualquer futuro. Uma cidade cada vez mais feia e desinteressante.

Anónimo disse...

Passe a publicidade, quem conhecer a colecção dos volumes de Marina Tavares Dias "Lisboa Desaparecida" (entre outras obras dessa autora), o único problema que tem é o da escolha.

Luis disse...

Muitas das obras feitas na cidade ao longo das últimas décadas para a adaptarem ao automóvel e que não só descaracterizaram profundamente ruas, praças e largos, como também alteraram significativamente a forma como esses espaços são apropriados pelas pessoas. Um exemplo recente: efeito do Túnel do Marquês na Rua Joaquim António de Aguiar.
Outros exemplos: "auto-estradização" das avenidas da República, 24 de Julho, Fontes Pereira de Melo, Infante D. Henrique...

Anónimo disse...

"A tragédia continua pela inenarrável Av da República, Fontes Pereira de Melo e até Av. da Liberdade. Lisboa, arquitonicamente falando, não tem qualquer futuro. Uma cidade cada vez mais feia e desinteressante."

Precisamente. A tragédia é mesmo essa!

Enquanto em outros centros europeus e mundiais os bons projectos de arquitectura contemporânea que vão aparecendo vão compensado de alguma forma o que é demolido; cá acontece precisamente o contrário!

Constrói-se e prologam-se edificios sem o mínimo de interesse:

Os dois exemplos mais recentes:

https://www.google.pt/maps/@38.725318,-9.15188,3a,75y,177.33h,99.03t/data=!3m4!1e1!3m2!1sG5KwJV6DEfiGA1PHT6wmfw!2e0

https://www.google.pt/maps/@38.739958,-9.146621,3a,75y,236.46h,105.57t/data=!3m4!1e1!3m2!1soEWL9x9K317u6tb0vmdPKQ!2e0

Anónimo disse...

Monumental.
Parque Mayer.
Feira Popular.
Cumprimentos.

Julio Amorim disse...

Junto-me a alguns comentadores aqui em cima. As "10" marcas apagadas de Lisboa são essas largas dezenas de edifícios de qualidade que desapareceram no que podia hoje ser um dos eixos mais belos desta Europa. Liberdade, Fontes Pereira de Melo e República.

Anónimo disse...

Só 10?

Anónimo disse...


1 - Igreja do Socorro (Martim Moniz)

http://biclaranja.blogs.sapo.pt/119055.html

---//---

2 - Teatro Apolo (Martim Moniz) :
http://lisboahojeeontem.blogspot.pt/2012/09/rua-da-palma-martin-moniz.html

---//---

3 - Monumental (Saldanha) :
https://www.flickr.com/photos/biblarte/3852216388/

---//---

4 - Edifício no Cruzamento da Avenida da Republica com a Avenida António Serpa:

http://carmoeatrindade.blogspot.pt/2007/04/sem-palavras.html

(Artigo "Das rolhas")
http://biclaranja.blogs.sapo.pt/2014/05/

---//---

5 - Edifício na antiga Avenida 28 de Maio:

http://biclaranja.blogs.sapo.pt/572811.html
https://www.flickr.com/photos/biblarte/5775310551/in/set-72157606052560202

---//---

6 - Palacete na Rua Barata Salgueiro

http://arquivomunicipal2.cm-lisboa.pt/xarqdigitalizacaocontent/PaginaDocumento.aspx? DocumentoID=265448&AplicacaoID=1&Pagina=1&Linha=1&Coluna=1

http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/Periodicos/AnuariodaSociedadedosArquitectosPortugueses/AnoIII/AnoIII_item1/P85.html

---//---

7 - Edifício na Avenida Visconde de Valbom:

https://www.flickr.com/photos/biblarte/6795331079/in/set-72157606052560202

---//---

8 - Palacete Silva Graça:

http://monumentosdesaparecidos.blogspot.pt/2012/04/palacete-silva-graca-lisboa.html

http://lh3.ggpht.com/-xKrhiZJZ7i8/UbGfUKGJb_I/AAAAAAAA5-s/dEqbkKIk--k/s1600-h/Hotel%252520Aviz.19%25255B7%25255D.jpg

---//---

9 - Palacete e série de edifícios na Rua Pascoal de Melo:

http://biclaranja.blogs.sapo.pt/530720.html
http://lisboahojeeontem.blogspot.pt/2012_09_01_archive.html

---//---

10 - Série de edifícios na Rovisco Paes:

http://biclaranja.blogs.sapo.pt/2014/03/

---//---


11 - Edifício na Avenida 5 de Outubro (primeira foto) :

http://restosdecoleccao.blogspot.pt/2013/07/predios-antigos-de-lisboa-1.html

---//---

12 - Casa Empis na Avenida Duque de Loulé:
http://biclaranja.blogs.sapo.pt/314114.html


Filipe Parada disse...

A estação do Arco Cego

Anónimo disse...

Todos os Palácios das Rua de São José e Portas de Santo Antão.

Nuno disse...

Os eléctricos quase todos.