...

...

08/05/2015

A fila para o 28


Chegado por e-mail:

«Se isto não prova o sucesso comercial dos eléctricos, não sei o que será. Mas por outro lado também demonstra a imensa pressão sobre este transporte, que tem de ser resolvida com recurso a novas linhas e composições, destinadas a turismo mas também a lisboetas.

O sucesso comercial dos elétricos deveria ajudar a financiar o respetivo serviço público, a sua manutenção e crescimento. E parte do sucesso comercial e da própria marca dos elétricos é precisamente o facto de serem utilizados pelos locais, o que lhes confere autenticidade.

Se nada for investido, nenhum local lá entra. Se tudo passar a turístico, como se denuncia por palavras do Presidente da Transportes de Lisboa, os turistas vão andar a passear por carrosséis, a olhar para outros turistas de outras partes do mundo, mas não para Lisboa.

É preciso reabrir novas linhas, como o E24, para que haja distribuição de pessoas mas também que um melhor serviço seja prestado às populações e aos nossos visitantes.

É isto que queremos em Lisboa?

do»

13 comentários:

Anónimo disse...

E combater a praga dos carteiristas, já agora...

Anónimo disse...

O edifício no background da foto é deveras lindo!

Anónimo disse...

coitado do Ti Zé que mora na Graça está 1h à espera na fila para ir para casa (o ti Zé tem 70 anos) depois passa por turista mal educado

Anónimo disse...

Essa fila é na sua maioria turistas. O 28 não vai ser, já é um "carrossel turístico".

Anónimo disse...

O 28 é destinado a turistas e carteiristas. O cidadão de Lisboa que se amanhe, que os táxis estão baratuchos e o serviço é óptimo.

Shadows disse...

Só por manifesta má fé é que não se investe em novas linhas de elétrico bem como em segurança nos mesmos. Facturam milhares de euros por dia. Quem pode ignorar esse impacto positivo as contas da Carris?

Anónimo disse...

Não se está lá muito bem a ver como é que novas linhas de eléctrico iriam permitir aos cidadãos de Lisboa utilizar o 28E.

Mas podia ser que o 24 ajudasse um pouco, poucochinho. Será que a multidão de turistas emochilados que se sentem realizados e felizes a andar aos encontrões e solavancos e sem verem nada que se aproveite no apinhadíssimo 28 iriam mudar-se?

jac disse...

Só falta mesmo fazerem um abaixo assinado para proibir a entrada de turistas no 28.
E para quem não sabe também existe um autocarro de seu nº 34.

Anónimo disse...

Ó espertinho das 12:04, apresente aí os percursos do 28E e desse tal 34 (nem no número da carreira foi capaz de acertar, deve referir-se ao 734) para se ver bem que têm percursos inteiramente sobreponíveis e que tanto servem aos utentes do 28E como aos do tal 34. É preciso uma infinita paciência para aturar quem não sabe do que fala...

jac disse...

Caro anónimo das 2:33, peço desculpa pela minha ignorância em relação á numeração, deveras muito importante aquele 7 no inicio não se fosse confundir com outra carreira :)
Para a maioria o percurso entre a baixa e a graça chega é essa a questão ou os agora vai toda a gente para a estrela?
Já que o caríssimo é bastante entendido na matéria seria bom mostrar quantas pessoas fazem o percurso martim moniz-prazeres e quantas fazem martim moniz-graça.
É que os espertinhos como eu moram na zona centro de Lisboa e por acaso no percurso do 28, peço desculpa 28E, os menos espertinhos moram longe.

Anónimo disse...

Além de ignorante é teimoso. Diga lá quais os locais de partida e de chegada do 28E e do que ignorantemente chama 34 e deixe-se de conversa da treta. E se há quem dê conversa a ignorantes profissionais como o mostra ser, não conte mais comigo para isso.

jac disse...

Caro anónimo das 10:57, antes ignorante profissional do que amador como é o seu caso. Os percursos estão disponíveis para consulta no site da carris, vá lá ver se quiser. Se tivesse lido o meu post teria verificado que eu mencionei um percurso especifico, no qual ambos o percorrem. Infelizmente quando se quer ter razão de qq maneira, o insulto é a forma mais prática, mas é como aquele ditado: vozes de burro...

Anónimo disse...

Para fim definitivo de conversa:

http://carris.transporteslisboa.pt/pt/electrico/28E/ascendente/

http://carris.transporteslisboa.pt/pt/autocarro/734/ascendente/

Só não o mando a certa parte por pura delicadeza.