...

...

29/05/2015

ANOTHER EMPTY TRAM TOUR IN LISBON BY CARRIS?




Este novo serviço de eléctricos clássicos - TRAM TOUR - da Carris Tour e iniciado há mais de 1 ano, é um verdadeiro fracasso; os electricos andam a maior parte do tempo a passearem a cidade histórica vazios ou na melhor das hipóteses com uma mão cheia de turistas. Enquanto isso, o electrico 28 continua num stress crescente (prevemos o pior para o verão de 2015!). É bom recordar que a Carris Tour justificou o lançamento desta nova linha turistica como forma de aliviar a pressão insustentável sobre o 28 - mas não resultou. claramente. Pois não se percebe que depois deste fracasso a mesma empresa tenha hoje iniciado outro serviço idêntico na antiga linha do Eléctrico 24! E como esta decisão revela bem o modo como a empresa olha para nós lisboetas e a nossa relação com os electricos clássicos. Depois de mais de 1 década de promessas, protestos, e pedidos para a reactivação do 24, a Carris faz agora isto, uma acção de verdadeira discriminação dos lisboetas. Está na altura da CML tomar uma atitude, vir a público e esclarecer os lisboetas se vamos ou não poder circular no 24 como transporte público para TODOS, turistas e lisboetas incluídos.

6 comentários:

António disse...

Chamo a atenção para as declarações feitas pelo presidente da Transportes de Lisboa no programa Negócios da Semana (27 de Maio), sobre os eléctricos.
Independentemente das opiniões políticas sobre as concessões a privados do sector dos transportes, é importante manter o serviço público do eléctrico (mesmo que gerido por privados!).
Segundo o presidente da TL, os eléctricos serão exclusivamente para turismo...
Fiquei esmagado!

Anónimo disse...

Como bem se salienta no post, andam assim sistematicamente, enquanto os cidadãos que moram e pagam os seus impostos em Lisboa e precisam do 28E (isto para não mencionar outras carreiras em que o problema AINDA não atingiu a mesma gravidade) que se amanhem.

Tenho uma pena que a Carris seja subconvencionada (ou lá o que é) que nem imaginam.

Anónimo disse...

Dia e hora da foto? Não vejo ninguém na rua, o que é bizarro quando aquele local está sobrelotado de gente!

Anónimo disse...

Gente como o anónimo das 10:56, cegos voluntários no que respeita a tudo o que a qualquer hora e em qualquer dia se vê, como esses "tram tours" (termo propositadamente inventado para ofender o Lisboeta) sistematicamente às moscas, são clientes habituais - e OBVIAMENTE AVENÇADOS.

Anónimo disse...

O comentário procurava saber o dia e a hora da foto para se perceber o contexto. A resposta é a que se pode ler acima. Acusam os outros de cegueira, o modo como reagem a perguntas incómodas é bem esclarecedor. Já agora, moro no eixo Graça - Castelo, faço o percurso quase diaramente, já vi esse elétrico repleto bem como vazio.

Adoro como partem do princípio de que o termo "Tram Tours" é "propositadamente inventado para ofender o Lisboeta". Diz tudo sobre as conclusões a que chegam entre o umbigo e o dito-cujo. As conclusões de uma grande parte de autores deste blog. Como me divirto a ver ressabiados a derrapar na própria contradição. Continuem.

Anónimo disse...

E mais digo aos que fazem gala do seu provincianismo do mais patego possível e que fazem gala de baixar as calças à massificação turística de manhosa qualidade:

Em nenhuma repito NENHUMA cidade europeia que se preze os circuitos turísticos são anunciados e publicitados apenas em inglês. Só se for na Inglaterra (não confundir com Reino Unido - ignorantes profissionais tendem a fazer esse tipo de confusões).