...

...

18/06/2015

Árvores de Santa Maria Maior

Praça Dom João da Camara (Teatro Nacional D. Maria)
Largo de São Domingos 14
árvore morta no Largo Rafael Bordalo Pinheiro
Caldeira cortada e vazia no Largo do Chiado...
Infestantes no Largo da Academia de Belas Artes

Por toda a Freguesia de Santa Maria Maior vemos tristes cenários como estes: caldeiras vazias, cepos por arrancar (de palmeiras mortas junto ao Teatro Nacional, mas também ao lado da Capela de Nossa Senhora da Saúde ao Martim Moniz), árvores mortas (Largo das Portas do Sol), podas mal feitas (tilias na Rua de Santa Justa) e várias árvores recentemente plantadas mas até hoje sem tutores, nem regas suficientes. Só na placa central do Martim Moniz há dezenas de caldeiras com cepos ou vazias há vários anos. Para esta junta de freguesia, parece que as árvores não são muito importantes.

1 comentário:

Anónimo disse...

Já deu para se perceber que a actual preocupação das JF é com as árvores sãs e que fazem sombra, não com as que estão em falta, com os cepos ou com as que morreram...