...

...

26/06/2015

CARRIS: mais para turistas, menos para lisboetas



É cada vez mais frequente o uso por parte da CARRIS de material circulante dos electricos clássicos para fins meramente turisticos. 

Ontem, na Rua da Conceição, dia 25 JUNHO de 2015 pelas 15.30 passaram 4 electricos seguidos em serviço de «aluger».

Considerando que nós os utentes do electrico 28 estamos a perder qualidade no serviço devido à invasão insustentável por parte de turistas, é pois lamentável que a CARRIS continue a utilizar material circulante para uso exclusivo dos turistas em prejuízo dos moradores de Lisboa.

De igual forma é lamentável que a CARRIS esteja a utilizar parte dos carris do antigo electrico 24 também para mais um serviço destinado aos turistas.

Tanto interesse e investimento na direcção do "turista" e tão pouco investimento no serviço de transporte público. E assim se contribui irresponsavelmente para o conflito crescente entre turistas e residentes em Lisboa.

5 comentários:

Anónimo disse...

Como (praticamente) ex-utente do 28E, pois tenho tido de me desenrascar pelos meus próprios meios, por outras vias - muito mais dispendiosas - ou que me ficam muito mais fora de mão, não posso deixar de estar mais de acordo.

A Carris, nomeadamente no que diz respeito aos eléctricos, está-se positivamente marimbando para quem vive e paga os seus impostos e compra os seus passes em Lisboa.

É simplesmente vergonhoso, isto para ser delicado.

Dona Maria disse...

Eu também gosto muito de andar no 28, quanto mais nao seja, para passeio mas, isso nao significa que nao tenha outros meios de transporte caso, disso haja necessidade!
Os turistas deixam muito dinheirinho nas caixas da carris, do Estado etc. etc., por isso acho insustentável que ache os turistas "uma invasao insustentável". Nao se esqueca que o turista paga cerca de 3,50€ por uma curta viagem enquanto o sr. possivelmente utiliza o seu "passe social".
Passe bem

Anónimo disse...

4:58 Explica lá direitinho quais são, exactamente e sem rodeios, as alternativas ao 28E e o que faz quem dele precisa sem ser para passeio.

Aguardo sem curiosidade nenhuma, pois já topo há muito o que a casa gasta...

Anónimo disse...

Ah, pois é, Dona Maria, os turistas são uns grandes ignorantes e, além disso, ninguém lhes consegue tirar das pobres cabecitas que têm obrigatoriamente de pagar "cerca de 3.50€ por uma curta viagem" - a maior parte das vezes, pobrezitos, sobem numa paragem do 28E e descem logo na paragem seguinte.

Quem não sabe do que fala, asneia sistematicamente...

Anónimo disse...

Coitada, essa tal Maria até ignora que a TARIFA DE BORDO nas carreiras de eléctricos é de 2.85 Euros, além de existirem alternativas mais económicas para quem passa uns dias em Lisboa, e tem a distinta lata de vir para aqui mandar bocas idiotas...