...

...

18/06/2015

A Graça ganhou um jardim e ficou mais perto da Mouraria


In Público Online (17.6.2015)
Por Inês Boaventura e Nuno Ferreira Santos (foto)

«O novo Jardim da Cerca da Graça, que, além de ser “o maior espaço verde de acesso público da zona histórica” de Lisboa, vai permitir a ligação entre os bairros da Graça e da Mouraria, abriu finalmente ao público. Depois de muitos prazos anunciados e não cumpridos, o jardim com uma área de 1,7 hectares foi inaugurado nesta quarta-feira ao fim da tarde.O novo Jardim da Cerca da Graça, que, além de ser “o maior espaço verde de acesso público da zona histórica” de Lisboa, vai permitir a ligação entre os bairros da Graça e da Mouraria, abriu finalmente ao público. Depois de muitos prazos anunciados e não cumpridos, o jardim com uma área de 1,7 hectares foi inaugurado nesta quarta-feira ao fim da tarde.

Segundo a Câmara de Lisboa, o projecto concretizado no local incluiu a plantação de cerca de 180 árvores e arbustos e a criação de um relvado central. No Jardim da Cerca da Graça há ainda três miradouros, um parque de merendas, um pomar, um parque infantil e um quiosque com esplanada. A abertura à cidade da cerca do antigo Convento da Graça era um anseio com muitos anos do actual vereador da Estrutura Verde e da Energia, José Sá Fernandes, que já na campanha para as eleições autárquicas de 2005 tinha defendido a construção de um jardim no local. »

5 comentários:

Paulo Ferrero disse...

Só é pena que tenhamos de esperar largos anos para copas frondosas a sério. De resto, os PARABÉNS à CML!!
Mais info tb em
http://observador.pt/2015/06/18/um-dos-novos-segredos-lisboa-abriu-jardim-da-cerca-da-graca/

Dona Maria disse...

Ficou lindo! Parabéns.
Esperemos que os cidadaos o saibam apreciar sem vandalismos...

Anónimo disse...

Dona Maria: Os vândalos que vandalizam tudo e mais alguma coisa não são cidadãos! Os cidadãos não vandalizam coisíssima nenhuma!

Anónimo disse...

Quem sabe o lindo estado do Miradouro da Senhora do Monte, logo após terem lá andado a lavar a cara ao local, só tem razões para pessimismo enquanto o vandalismo campear sem freio, problema para que não se tem conhecimento de qualquer acção...

Anónimo disse...

Isto de um jardim com 1.7 hectares levar 10 anos a ser inaugurado é produtividade extraordinaire.