Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

28/06/2013

Este é o aspecto do lago nascente no Parque Eduardo VII: VERGONHA



14 comentários:

Anónimo disse...

E também há uma espécie de miradouro, no mesmo parque, em frente ao El Corte Inglés, que está igualmente num lindo estado.

Anónimo disse...

SE em vez de tirarem fotos, fossem buscar uma escova e limpassem toda a porcaria, faziam melhor figura.

Que é feito da intervenção voluntária da sociedade em prole do bem comum? Eu sei que é mais fácil chorar e fazer birra mas podiam contribuir um pouco de vez em quando.

Promovam actividades de limpeza de parques vocês mesmos! Isso é algo que podia cativar muito mais atenção da CML que estas insignificantes chamadas de atenção.

Anónimo disse...

Já agora será de chamar a atenção para mais duas situações que estão a pedir restauro, há alguns longos anos. Em ano de eleições...
1.A placa ajardinada com "lago" da Rotunda do Aeroporto, por acaso uma das mais importantes portas de entrada em Lisboa
2. As fontes do Rossio, que nunca foram integralmente pintadas desde o acabamento das obras o Metro. As estátuas estão meio cinzentas meio esverdeadas e a iluminação deixa muito a desejar
José Honorato Ferreira

Anónimo disse...

Sugestões parvas abundam aqui, certamente dadas por quem anda de esfregona na mão.

Filipe Melo Sousa disse...

E dinheiro para pagar a manutenção que não há? Cada vez que se dificulta o estacionamento e circulação automóvel, é tudo a aplaudir por aqui. Quando se falam nas rendas de 10€, assobiam para o lado. Depois admirem-se que a cidade esteja deserta, apenas com reformados que não pagam impostos. Admirem-se que saiam 100.000 jovens por ano do país, que deixam de pagar impostos.

Agora têm o resultado das políticas que preconizam. Não há verba para manutenção. Não há contribuintes, só há utentes caros para os cofres públicos. Deviam aplaudir, isto é o resultado da vossa escolha.

Anónimo disse...

prole = descendência. Vai estudar.

Anónimo disse...

Pergunto aqui ao sr que defende que vamos limpar os graffitis. Até quando? Limpa-se hoje e amanhã já está tudo "cagado". Isto só pára quando quem está a "cagar" estas aberrações, quem nem graffitis são, for responsabilizado ou "levar na tromba". A mim já me aconteceu sair de casa e dar de caras com um "miudão" com uns 20 anos a sujar o meu prédio. Quando o vi, peguei na mala que levava cheia de ferramentas, e dei-lhe com ela na tromba. Quando caiu ainda tentou dar-me um pontapé, mas levou um meu primeiro. Nunca mais lá apareceu depois disso. Enquanto todos não fizermos assim isto não acabará, infelizmente.

Anónimo disse...

Anónimo das 12:58,
a CML fica de facto muito grata e tocada com a iniciativa dos cidadãos, tanto quanto ficou quando se andou a arranjar e a plantar em Monsanto e depois permitiu o espezinhamento por estudantes na festa da queima das fitas.
E se há dinheiro para loucuras não há dinheiro para cumprir as obrigações? Meus caros, não estejam sempre a bater nos mesmos argumentos estafados e que não convencem ninguém... talvez os governantes camarários para se desculparem.

Lx disse...

Esses actos de vandalismo são feitos pelo povo. Mesmo que digam que os vândalos são miúdos e adolescentes, os miúdos tem... família. Provavelmente são os pais desses mesmos miúdos que andam na internet a falar mal da CML, que não limpa isto e não limpa aquilo. São também esses pais que dizem, ah e tal a CML não faz espaços verdes. Mas depois no seu quintal cortam as árvores todas, porque atrai lagartixas, e no seu lugar erguem uma barraquinha, que dá sempre jeito para ampliar a casa.

Anónimo disse...

Vamos a isto.
Anunciem o dia da limpeza e vai aparecer gente.
O FMS vai, mesmo que tenha de deixar o automóvel no parque de estacionamento.
Por nós vamos convidar o Zé.
Vós, convindam o AC?

Anónimo disse...

O que para aqui vai... denunciar o que está mal não vale nada... Já agora, quem sugere que o cidadão comum vá limpar aquilo faz a mais pequena ideia de como se limpam grafitos? De certeza que não faz. E o cidadão comum a limpar grafitos em estatuária? Tenham paciência, há limites para a idiotice.

Anónimo disse...

E também: o cidadão comum a encher lagos a balde? Há mesmo limites para a idiotice.

Anónimo disse...

E (esqueci-me): o cidadão comum a repor braços em estátuas?!

JJ disse...

No dia em que, um pouco por todo o lado, a cidadania se propôs a "limpar Portugal", centenas de oportunistas aproveitaram para vazar mobiliário, electrodomésticos e demais monos para que os "ótarios" limpassem no dia seguinte. Neste país só se ensinam valores a doer, talvez por isso haja tanto ressabiado nascido nos anos 70 a chamar por Salazar.