NÃO PERCA:

NÃO PERCA:

12/01/2011

Praça do Comércio


Chegado por e-mail:

«Boa tarde,

Reparei há pouco tempo em algo estranho na nossa recém-"arranjada" Praça do Comércio. Envio em anexo uma foto para que melhor possam entender do que falo.

Não sei se por esquecimento, desleixo ou intenção, a anterior calçada foi deixada à vista, ou melhor, metade da calçada, a outra metade foi engolida por cimento, betão(?).

Nem sei o que dizer ou pensar, na realidade o único texto que poderia juntar a estas imagens seria algo do estilo "Sr. António Costa, pode explicar-me isto?". Que retirem a calçada tradicional custa-me mas até pode ser justificável. Agora deixar as coisas neste estado parece-me impensável.

Sabendo eu que o vosso blog é consultado por muita gente, inclusive a própria Câmara Municipal de Lisboa, gostaria que publicassem um artigo sobre este assunto, caso ainda não o tenham feito.

Se estiverem interessados e quiserem mais imagens, tenho mais e enviá-las-ei com todo o gosto.

Aproveito para felicitá-los pelos excelente trabalho que têm realizado.

Com os melhores cumprimentos,
Inês Dias
»

4 comentários:

Julio Amorim disse...

Saltos mortais na placa central... tropeçarias do outro lado.

E fazer tudo bem ao mesmo tempo ainda será para este século ?

João Garcia disse...

Porque o projecto do Terreiro do Paço estava dividido em duas fases. Basicamente quiseram fazer tudo com grande pomposidade (e grandes custos) em algo que não era necessário tanto, apesar de dividido em duas fases, só que com esta crise, pois é, bem se pode esperar... poder-se-ia ter feito uma coisa mais modesta e agora já estaria arranjado. o exemplo dos candeeiros fala por si, seria com certeza mais barato a sua manutenção.

Anónimo disse...

Isso ficou assim independentemente da «reabilitação» do resto da Praça.

Aquela cambada da cmL é de uma incompetência infinita...

A.lourenço disse...

também já tinha reparado nisto,é incompreensivelmente vergonhoso.