NÃO PERCA:

NÃO PERCA:

08/01/2011

Reformas na Suíça com tecto máximo de 1700 euros

Reformas na Suíça com tecto máximo de 1700 euros.
Em Portugal o sistema protege aqueles que acumulam funções e descontos, aqueles que compraram anos de descontos, aqueles que (em Tribunal, pasme-se) juram que aos 10 ou 12 anos de idade já descontavam.

7 comentários:

Xico205 disse...

Um velho em Portugal para ir para um lar decente ou paga 1700€ ou mais por mês.

Com essas reformas coitadinhos, estão todos condenados a irem para lares clandestinos com condições sub-humanas.

Anónimo disse...

Ouvindo até ao fim fica-se a saber que o desconto para PPR é obrigatório e que o rendimento desses PPR não tem limite...

PS - Lá na RTP traduzem «fictif» por «efectivo». É Tugal...

Anónimo disse...

Muito mal, esta notícia.

Na Suiça há 3 componentes da reforma: a pública, a empesarial e a privada. Apenas a pública é plafonada, tanto no desconto como no pagamento: o máximo é cerca de 1750 euros/ mês. A este valor acrescem os planos de pensões das empresas - nem todas têm - e os planos de pensões individuais privados, opcionais.

Foi justamente este tipo de sistema que o PSD propôs em tempos e que este governo classificou como a privatização da Segurança Social.

Anónimo disse...

CIDADANIA LX?

Anónimo disse...

E o que dizer sobre isto???

http://lutapopularonline.blogspot.com/2011/01/funcionarios-consulares-pedem-atestados.html

Rui Mateus.

Filipe Melo Sousa disse...

Os descontos também são só sobre os primeiros 1700 € de ordenado?

Anónimo disse...

qual a relevÂncia deste post parta este blog.
ESTÁ DESLOCADO