Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

07/08/2013

"Turismo de Lisboa critica aumento das taxas no aeroporto"....

 
foto roubada no Restos de Colecção
 
por Agência Lusa, publicado por Susana Salvador in DN, 2013-08-07

"O Turismo de Lisboa repudiou hoje o aumento de taxas no aeroporto da Portela, anunciado pela ANA -- Aeroportos, e responsabilizou o Governo e a gestora pelo que diz ser "um ataque ao turismo" na região e no Centro e Alentejo.

Em causa está um aumento de 4,4% das taxas de tráfego e assistência em escala no aeroporto de Lisboa a partir de dezembro, anunciado pela ANA às companhias de aviação nos últimos dias, uma decisão justificada pelo comportamento do tráfego na Portela "claramente acima das expectativas", segundo um comunicado hoje divulgado pela Associação de Turismo de Lisboa (ATL).
Em declarações à Lusa, o diretor geral da ATL, Vítor Costa, criticou duramente a medida, que classificou de "ganância", e disse esperar que a ANA recue.
"Os responsáveis têm cara: são o conselho de administração da ANA e o Governo", afirmou o diretor do Turismo de Lisboa, sublinhando que o Executivo garantira, aquando da privatização da gestora dos aeroportos nacionais, que não haveria aumento de taxas.
"O Governo, agora, mesmo antes de assinar o contrato [com a Vinci, que adquiriu a ANA], está a legitimar um ataque desta natureza ao setor do turismo na região de Lisboa, Centro e Alentejo. Há aqui uma falta de cuidado, uma ganância, [com a ideia de que] 'está tudo a correr bem, há mais turistas, vamos sacar mais dinheiro'".
Uma decisão que a ANA classifica de "absurda", lamentando que seja aplicada apenas em Lisboa.
Se os mesmos critérios fossem aplicados no aeroporto de Faro, as taxas aumentariam 16%, mas "aí não se aumenta, e bem, para não afetar a competitividade", referiu Vítor Costa.
A ATL recorda que, a concretizar-se, este será o segundo aumento este ano, após o já efetuado em junho, perfazendo um crescimento de 9% nas taxas em 2013.
"Aplicar 9% de aumento e tornar mais cara a acessibilidade a Lisboa, numa altura em que alguns dos mercados principais, como Espanha e Itália, estão em crise, é um suicídio", considera a associação.
A medida, acrescentou o diretor geral da ATL, "vai afetar dramaticamente a competitividade de Lisboa" e poderá ditar a saída de companhias ou de ligações aéreas da Portela.
Para o Turismo de Lisboa, o aumento das taxas tem como objetivo, "tal como se suspeitava, maximizar o pontual encaixe financeiro da privatização da ANA", que exerce "um monopólio de facto que prejudica a economia do turismo sem controlo nem decoro".
"Com este encargo em cima dos custos do destino, num contexto de grande competitividade internacional, obviamente que vai afetar as companhias de aviação, mas também toda a hotelaria, restauração e comércio, e não só de Lisboa, mas também da região Centro e do Alentejo", alertou Vítor Costa.
Para a ATL, está ainda em causa um "evidente aproveitamento injustificado da gestora do aeroporto de Lisboa, que pretende retirar proveitos acrescidos do esforço promocional e dos investimentos na promoção da oferta da região de Lisboa desenvolvidos pelo Turismo de Lisboa, pelas empresas e por outras entidades".
A Lusa procurou obter um comentário da ANA, mas tal não foi possível até ao momento."

......................................................................

O maior problema é Lisboa não ter um aeroporto só para "low cost". Isso sim....iria trazer muito dinheiro.

6 comentários:

Anónimo disse...

enquanto isso, o pessoal do Porto vai se rindo com Ryanair e todas as companhias com preços inferiores aos de lisboa.

JJ disse...

Faça-se um aeroporto só para "low cost" em Sintra, na base aérea. Agora, quem é que está disposto a avançar com o projecto e a aterrar lá?

Julio Amorim disse...

Existem muitos aeroportos de "low cost" a cerca de 1 hora de viagem dos centros das cidades.

jj disse...

Perante a possibilidade de aterrar a 15 minutos do centro e a uma hora, estou curioso de ver qual vai ser a opção. De qualquer forma, alguém terá de pagar esse aeroporto e não será um país falido.

Julio Amorim disse...

Se esses 45 minutos extra de viagem implicarem uma poupança de cerca de 200 euros por pessoa....o problema não vai ser grande.

Anónimo disse...

São sempre os mesmos a pagar!!! se fosse no Porto, aqui d'el rei com o centralismo e o prejudicar da região, como é aqui em Lisboa todos acham muito bem porque os otários já estão habituados a pagar por tudo bem mais do que em qualquer outro ponto do pais... O costume!