Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

Esteja atento às várias iniciativas em perspectiva:

27/08/2013

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2013 - QUE BAIRRO ALTO?




Resposta de Francisco Toscano (PSD/CDS) ao nosso questionário enviado em 16 de Agosto (disponível AQUI), a quem agradecemos a resposta:

«Boa tarde,

Agradecendo a V. consulta, bem como as pertinentes questões colocadas, junto enviamos as respostas da equipa candidata à Freguesia da Misericórdia pela coligação Sentir Lisboa.

Com os melhores cumprimentos,

Francisco Toscano»


A equipa candidata à Freguesia da Misericórdia pela coligação Sentir Lisboa agradece a participação empenhada da Associação de Moradores do Bairro Alto na vida da nossa freguesia, que se traduz, entre tantos outros exemplos, pela auscultação das preocupações e dos projectos da candidatura da coligação Sentir Lisboa para a nossa Freguesia.


Enquanto candidato/a

1. Reconhece a magnitude do problema do lixo e da higiene no BA?

A higiene urbana é, actualmente, um grave problema da cidade de Lisboa. No caso concreto do Bairro Alto, as alterações sociológicas que nos últimos anos se verificaram no seu tecido urbano avolumaram este problema, já que os estabelecimentos comerciais, os residentes ocasionais e os visitantes acrescentaram lixo ao lixo residencial já produzido e deficientemente recolhido. Acresce ainda um problema de compatibilização dos caixotes do lixo em uso com as características dos passeios.

A esta nova realidade a autarquia não soube dar resposta.


2. Numa escala de 1-10, como classificaria a gravidade do problema?

Numa escala de 1 a 10, classificamos o problema da higiene urbana da freguesia da Misericórdia, e concretamente com o Bairro Alto, com gravidade 7.


3. Em termos comparativos com os vários problemas da nossa freguesia, que pontuação lhe atribuiria numa escala de 1-10 de prioridade de resolução?

As nossas prioridades de resolução para a freguesia da Misericórdia são:

1ª - Atenuar os graves problemas sociais da freguesia - a freguesia da Misericórdia é constituída por uma população muito envelhecida, com grande incidência de idosos com graves carências assistenciais (de saúde, cuidados básicos, assistência social);

2ª - Dar especial atenção à requalificação urbana - estabilização urgente do edificado em adiantado estado de degradação (causando perigo para fregueses e visitantes da nossa freguesia), incremento do saneamento básico da freguesia (há bolsas residenciais sem saneamento básico);

3ª - Incrementar Planos de segurança de Pessoas e Bens - identificar e mitigar riscos de incêndio e riscos sísmicos (de especial complexidade na nossa freguesia), desenvolver simulacros e planos de evacuação de moradores e visitantes face a catástrofes, implementar uma iluminação harmoniosa e eficaz da freguesia, alargar a rede de videoprotecção a outras áreas da freguesia;

4ª - Higiene Urbana - Desenvolver iniciativas de recolha sistematizada e separada de lixos, imcrementar hábitos de separação e reciclagem de resíduos, implementar equipas de limpeza e lavagem das ruas mais movimentadas da freguesia, instalar novos postos subterrâneos de recolha separada de lixos em áreas residenciais;


4. Considera que a situação descrita acima deteriora a autoimagem de moradores e comerciantes e a perceção externa da cidade?

Seguramente que sim. Moradores, comerciantes, visitantes e turistas convivem com o actual quadro de degradação humana e social causada pela presença imposta do lixo urbano.


5. Que estratégia pensa pôr em prática para inverter o atual quadro descrito acima?

A nossa estratégia passa por uma eficaz sensibilização de moradores e comerciantes para a problemática do lixo urbano, pela articulação com a CML para incremento da frequência das limpezas e lavagens das ruas da freguesia, pela instalação de contentores subterrâneos junto de diversas bolsas residenciais, pela sensibilização das organizações de escuteiros e da juventude nas escolas da freguesia, através da realização de concursos de ideias e práticas de reciclagem de lixo urbano, pela abertura de novos postos de recolha separada de lixos.


6. Considera que o problema das lixeiras se situa na recolha ou na produção do lixo?

As pessoas produzem necessariamente lixo!

O problema reside, em nossa opinião, na sensibilização das pessoas para o destino a dar ao lixo que produzem, nos ciclos e especificidades das recolhas de lixo, na separação pós-recolha, no tratamento e reutilização do lixo como matéria-prima;


7. Considera que os meios de limpeza de que, se for eleito/a, vai dispor são suficientes ou não e porquê?

Considerando que o problema do lixo no Bairro Alto tem 500 anos, todos os meios actualmente ao dispôr não serão demais para a a consciencialização global da comunidade local para a problemática da higiene urbana.

No actual contexto, o número de visitantes do Bairro Alto multiplica o número de residentes, pelo que o desafio extravaza a comunidade local, passando a abranger todos quantos frequentam o Bairro Alto.

É também tarefa dos residentes do Bairro Alto, com o apoio determinante do novo executivo da freguesia da Misericórdia, demonstrar a quem o visita que o Bairro Alto pode, e deve ser um bairro limpo, e que tem o brio de se querer manter limpo.


8. Pode enumerar 10 medidas práticas para resolver o problema do lixo?

1. Promover a recolha sistematizada do lixo urbano;
2. Promover a separação doméstica do lixo urbano;
3. Instalar contentores subterrâneos;
4. Instalar novos postos de recolha separada de lixo;
5. Promover a remoção de graffiti, e controlar a poluição das paredes;
6. Incrementar a limpeza e lavagem das ruas, passeios e sargetas;
7. Promover acções de sensibilização à população residente e aos comerciantes;
8. Promover acções de sensibilização aos jovens das escolas da freguesia, aos escuteiros, às colectividades da freguesia;
9. Incrementar os ciclos de recolha de lixo urbano;
10. Lançamento do Programa de "Troca de Lixo por Bens Essenciais".


9. Pode comprometer-se com quantas dessas medidas práticas e porquê?

Independentemente do resultado eleitoral, a candidatura da coligação Sentir Lisboa para a Freguesia da Misericórdia compromete-se com a realização de todas as medidas que dependam do executivo local, e lutará com determinação pela concretização, pela CML, das medidas que impliquem a intervenção da autarquia.


10. Podemos esperar que integre esse compromisso no seu programa eleitoral?

Este compromisso é a essência do Programa Eleitoral da coligação Sentir Lisboa.»


3 comentários:

João Barreta disse...

As questões relacionadas com a Higiene Urbana extravasam em muito aquilo que pode (e deve) ser assegurado pelos Serviços Municipais. Sem a consciencialização das populações para o problema, medidas avulsas e, tantas e tantas vezes, demagógicas, provenientes de quem pouco ou nada sabe EFETIVAMENTE do assunto, de pouco ou nada valem. Até posso compreender que se puxe o assunto nesta fase do calendário, e que os "inquiridos" pesquisem as melhores respostas, mas caso tivessem, um dia, que gerir um Serviço Municipal de Higiene e Limpeza Urbana, com toda a certeza a perceção dos problemas seria outra. O problema é que temos resíduos a mais e, ao que parece, ideias, para lidar com o problema, a menos!!! Não é por aí que lá vão.

Anónimo disse...

Sim senhor, vê-se que aprendeu imenso com o lider da oposição na CML, o distinto vereador Santana Lopes.

Anónimo disse...

Se fosse só aqui ...