02/08/2007

Agora Cidadão!

Inicio hoje a minha participação aqui no "Cidadania LX" respondendo ao amável convite do Paulo Ferrero.

Abandonei ontem as responsabilidades autárquicas que detinha enquanto membro da comissão administrativa que geriu a Câmara Municipal de Lisboa desde a queda do anterior executivo. Hoje passei à condição de lisboeta atento, interessado e apaixonado pela cidade.

Registei o desafio que me foi dirigido no dia seguinte às eleições autárquicas, mas apenas hoje me sinto nesta condição de “apenas” cidadão. Não que julgue “menor” esta condição, nem que considere incompatível a condição de cidadão e de responsável autárquico. Antes pelo contrário. Entendo que devem ser formas complementares de intervenção.

Habituei-me a acompanhar este blog. Enquanto autarca em Lisboa fui alvo de alguns elogios e de muitas críticas. Devo dizer que considerei umas justas, outras injustas e outras até menos sérias. Mas foram sempre opiniões que me obrigaram a ser mais exigente comigo próprio, com os meus colaboradores e com o meu trabalho.

Continuo a ter um partido, permaneço comprometido com o que fiz em Lisboa. Mas agora, enquanto “apenas” lisboeta, quero continuar a intervir no desenvolvimento da cidade de Lisboa. Considero este blog um espaço plural de participação de cidadãos que têm um interesse comum – Lisboa. Este é também o meu interesse.

António Prôa

8 comentários:

hugo daniel oliveira disse...

seja bem vindo.

DarkAngel disse...

seja bem vindo e que a cidadania prevaleça sempre !

Manuel A. disse...

Parabéns pela atitude. Que este exemplo de bom senso dê frutos no interior dos partidos. Mas que não seja necessário saír da vida política para fazer intervenção cívica. Porque, como muito bem diz, esta forma de participação deve ser olhada como complementar. Força! Uma vez mais, parabéns!

José Alberto Rodrigues disse...

Caro António,

Fico muito contente por teres aderido a este blog. Vais dar com toda a certeza um contributo importante para o reconhecimento e notoriedade deste espaço de discussão e de opinião. Foste um Vereador sério, honesto, trabalhador, criativo e muito responsável. Foi uma honra ter trabalhado contigo em prol da Capital do nosso País. Fizeram-se muitas coisas...a Câmara sempre funcionou, ao contrário do que alguns apregoavam! Enfim... Espero que os munícipes de Lisboa não se arrependam da enorme irresponsabilidade de não terem ido votar dia 15 de Julho!

Um abraço!

Luis Pedro Correia disse...

Seja muito bem-vindo. "O António faz falta".

Anónimo disse...

"Fizeram-se muitas coisas...a Câmara sempre funcionou" (?!).
É isto alguma escrita em código, ou ironia bem disfarçada?

DarkAngel disse...

discordo em pleno do caro rodrigues...fui daqueles que não votaram porque este sistema politico está podre...esta democracia não nos faz falta e a Constituição da Républica Portuguesa é violada por aqueles que são eleitos em seu favor, pelo que a "irresponsabilidade" de não ter ido votar é antes de mais um grito de alerta pelo vergonhoso estado deste país. 33 anos após o 25 de Abril de 1974 a democracia não se cumpriu e é mais do que altura de correr com este parasitas que nos governam e tomam este país a seu belo prazer.
De qualquer forma e mais uma vez ... Bem vindo caro Proa.

Anónimo disse...

senhor ex-vereador dos espaços verdes: já reparou que muitas das árvores que fez tanta gala em plantar já estavam MORTAS no inicio de julho? porque é que os serviços da Câmara não regam as árvores durante o verão? é tudo um desperdício de dinheiro público! vá até à av. afonso costa/rotunda das olaias e veja com os seus próprios olhos. é tudo muito bonito ir para os jornais dizer que se plantaram centenas de árvores, mas alguém se esqueceu de as regar!